Resenha: The Song of David - Amy Harmon





Título: The Song of David
Autora: Amy Harmon
Editora: Livro não publicado no Brasil 


SINOPSE
Você me esquecerá para sempre?Por quanto tempo você esconderá seu rosto de mim?Por quanto tempo devo lutar contra meus pensamentos e diaapós dia ter sofrimento em meu coração?Por quanto tempo o meu inimigo vai triunfar sobre mim?Olhe para mim e responda.Ilumine meus olhosOu eu vou dormir na morteE meu inimigo dirá “Eu o derrotei.”









"Ela precisava tocar para ver. Ele precisa tocar para se sentir conectado."

Não sei se já disse isso em outra resenha, mas se já disse vou falar de novo, essa autora é  uma das minha Divas e pode ter certeza que esse livro só aumentou essa minha paixão pela escrita dela.
Acredito que esse foi um dos livros mais emocionantes dela, um livro que  mexeu não só com meu coração, mas também com minha mente e minha alma, com minha forma de ver muitas coisas ao meu redor. Adoro ler livros onde a autora consegue colocar tudo de uma forma sutil e ao mesmo tempo emocionante no livro, onde não é necessário nenhuma apelação.

“O caminho para a verdadeira felicidade é trilhar o seu próprio caminho, mesmo que o seu caminho não seja em linha reta. Mesmo se existem pontes para construir e túneis nas montanhas para atravessar. Nada parece tão bom quanto pavimentar seu próprio caminho.’’

O  difícil para mim em fazer uma resenha é quando o livro mexe com meus sentimentos e nem sei se vou conseguir me expressar direto, mas vamos lá vou tentar kkkk.
Eu ri, chorei e até mesmo senti raiva, e muitas vezes em meio as lágrimas me via sorrindo, porque ao mesmo tempo que era tocante tudo fazia sentido e você sentia no seu coração o que eles falavam. E olha que sou difícil de chorar em livros, mas essa autora consegue me despedaçar kkkkk.

“... Se isso significa que eu não sou uma garota de classe, então que seja. É um pequeno pedaço de um sonho que eu tive que abandonar. E eu prefiro ter esse pequeno pedaço a não ter absolutamente nada do meu sonho.”

Esse livro conta a história de Tag que foi um personagem muito importante no livro de Moses (The Law of Moses)  são livros diferente porém a história dos personagens estão totalmente interligadas então recomendo totalmente a leitura de Moses primeiro.
Esse livro foi escrito em primeira pessoa com 2 POV. O livro foi contado pelo próprio Tag e pelo melhor amigo Moses o que achei lindo ver o livro sendo contado por um amigo e a Millie aparecendo sempre em ambos os POV.

“Bem, droga. Talvez eu devesse ir à igreja. Trabalhar na salvação da minha alma.”

Tag/ David - é um lutador de MMA em ascensão e dono de um bar com dançarinas de Pole Dance, um homem que já teve sua vida virada de ponta cabeça, mas conseguiu sobreviver mesmo quando muitas vezes não queria viver. Ele sobreviveu e lutou contra seus próprios demônios interiores e no seu bar é onde ele conhece a Millie, uma dançarina. Até aqui ta parecendo meio clichê né? Mas posso te garantir nada é clichê quando se trata dessa autora, porque as aparências enganam e muitas vezes te enganam pra melhor.

“Moses me disse uma vez que não podemos escapar de nós mesmos.Você pode fugir, se esconder ou morrer. Mas aonde quer que você vá, isso vai junto. Eu era vazio por dentro durante um longo tempo. E demorou para descobrir o que me preenchia.”

Millie é uma mulher que  no começo do livro te engana e muito, ela pode parecer fraca, mas  ela é forte e sobrevive com todos os obstáculos que são colocados no seu caminho e vive da forma mais linda mostrando que nenhum obstaculo é muito grande que não posso ser enfrentado. Ela sobrevive por ela SIIIM,  mas também sobrevive pelo seu irmão Henry.

“...Ama-la não era imperdoável também.  Mas ama-la e desaponta-la... isso era imperdoável para mim. Isso foi imperdoável. Essa foi a parte com que lutei.”

E como não falar nessa resenha de Moses, ele foi peça fundamental, não só retornado a esse livro mas mostrando que uma amizade pode sim ser uma peça fundamental e que graças a ela sobrevivemos cada dia mais forte, que nos tornamos dependentes de um amigo, do consolo e do amor dele.

“Ouvir Tag tinha me enchido de desesperança. Ele estava claramente contando uma história de amor. E minha experiência com o amor me levou a acreditar esta história não ia acabar bem. Amor em histórias tendem a ser trágico.”

Amei esse livro!! Millie foi uma das personagens mais lindas que já vi, ela foi perfeita para o Tag. Mostrando que nunca nada tá perdido e que devemos lutar mesmo achando que o Gigante pode nos vencer. Que a beleza está na mais simples melodia, no toque, no abraço e que nem  sempre podemos ter tudo o que queremos, mas que viver com o que temos é essencial. Que até mesmo os super heróis precisam descansar e tirar a capa às vezes.

“O problema com a morte é que ela é exclusiva, como o sexo e o parto. Uma vez que você tenha feito isso, não tem como voltar atrás.”

Um livro que fala de amor amizade fé e luta, uma luta pela vida e pelas barreiras que ela mesmo impõe. Esse livro, assim como todos os outros dessa autora, trouxe uma lição de vida para mim  que vou sempre lembrar.
Viva sua vida como se fosse o último dia e e lute com o Gigante mesmo que você não ganhe dele. Você pode mostrar que lutou até o fim e aproveite os mínimos detalhes que a vida te dá. porque nada é por acaso.





6 comentários:

  1. Tô pensando, seriamente, em não ler mais essas resenhas de livros não publicados no Brasil,rsrs. Por que eu não sei se eles algum dia serão lançados aqui e isso me deixa super decepcionada.
    É sempre uma dica maravilhosa e com essa não foi diferente. Só pela resenha, dá pra perceber a beleza da história narrada em The Song Of David , e fiquei aqui,me martirizando por não ler em inglês :( ...
    Mas parabéns pela resenha, linda e instigante <3 !

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é completamente imprevisível, atípico, de cortar o coração, inspirador e apaixonado. Como sempre a Amy Harmon se superou. Suas histórias me deixam sem fôlego. Eu simplesmente não posso colocar em palavras o que esta história significava para mim, o quão especial e honesto, foi, como ele só me fez sentir tudo. Amei o Tag e depois de ler Moses fiquei super curiosa pra saber se ele teria uma história própria e a Amy não me decepcionou. Ainda estou de ressaca por causa dele, rsrs.
    Ótima resenha Raquel!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Raquel!
    Tão bom quando somos arrebatadas por uma leitura, né?
    Não conhecia o livro e saber que o protagonista consegue superar os problemas e consegue superar a si mesmo, é uma notícia e estimula a leitura.
    Desejo um 2016 carregado de saúde, realizações e muito sucesso em tudo que empreender.
    “Que as conquistas no Ano Novo, cheguem na sua vida como confetes: Abundantes, Alegres e festivas...FELIZ SEMPRE!!” (Ana Marise)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Ainda não conheço a escrita da Amy Harmon mais gostei desse livro principalmente da Millie que achei uma personagem forte e determina cuidado do irmão a historia também pareceu bem interessante e fiquei com vontade de ler !!

    ResponderExcluir
  5. esse livroo parece ser muitooo interessante,vou ler adoro a escrita da Amy ;)

    ResponderExcluir
  6. I've just downloaded iStripper, so I can have the hottest virtual strippers on my desktop.

    ResponderExcluir