Resenha: Herdeiro Caído - Série The Royals #4 - Erin Watt

Título: Herdeiro Caído - Série The Royals #4
Autora: Erin Watt
Editora: Essência
Páginas: 320
Compre: Aqui


Easton Royal tem tudo: beleza, dinheiro, inteligência. Seu principal objetivo é se divertir o máximo possível, sem nunca pensar nas consequências - porque, afinal de contas, ele não precisa.
Até que surge em sua vida Hartley Wright, balançando suas estruturas. Hartley foi a única garota que o disse “não” e Easton não consegue entende-la, o que a torna ainda mais irresistível.
Hartley não o quer. Ela diz que ele precisa crescer. E ela pode estar certa.

Rivais. Regras. Arrependimentos. Pela primeira vez na vida de Easton, se esconder sob a influência da coroa Royal não é o suficiente. Ele está prestes a descobrir que quanto mais alto você sobe, mais dura é a queda. 





Resenha: A Bruxa Não Vai Para A Fogueira Neste Livro - Amanda Lovelace

Título: A Bruxa Não Vai Para a Fogueira Neste Livro
Autora: Amanda Lovelace
Editora: Leya
Páginas: 208
Compre: Aqui

Aqueles que consideram “bruxa” um xingamento não poderiam estar mais enganados: bruxas são mulheres capazes de incendiar o mundo ao seu redor. Resgatando essa imagem ancestral da figura feminina naturalmente poderosa, independente e, agora, indestrutível, Amanda Lovelace aprofunda a combinação de contundência e lirismo que arrebatou leitores e marcou sua obra de estreia, A princesa salva a si mesma neste livro, cujos poemas se dedicavam principalmente a temas como relacionamentos abusivos, crescimento pessoal e autoestima. Agora, em A bruxa não vai para a fogueira neste livro, ela conclama a união das mulheres contra as mais variadas formas de violência e opressão.
Ao lado de Rupi Kaur, de Outros jeitos de usar a boca e O que o sol faz com as flores, Amanda é hoje um dos grandes nomes da nova poesia que surgiu nas redes sociais e, com linguagem direta e temática contemporânea, ganhou as ruas. Seu A bruxa não vai para a fogueira neste livro é mais do que uma obra escrita por uma mulher, sobre mulheres e para mulheres: trata-se de uma mensagem de ser humano para ser humano – um tijolo na construção de um mundo mais justo e igualitário.


Resenha: Querido Vizinho - Penelope Ward

Título: Querido Vizinho
Autora: Penelope Ward
Editora: Essência
Páginas: 304
Compre: Aqui



Depois de tomar um pé na bunda, a última coisa que eu precisava era me tornar vizinha de alguém que me lembrasse do meu ex-namorado, Elec. Damien era uma versão mais sexy do meu ex. O vizinho que eu chamei de “artista irritado” também tinha dois cachorros enormes que me mantinham acordada com seus latidos. Ele não queria nada comigo. Ou era o que eu pensava até que uma noite eu ouvi risadas vindo através de um aparente buraco na parede do meu quarto. Damien estava ouvindo todas as minhas sessões de telefone com o meu terapeuta.

O artista sexy agora conhecia todos os meus segredos mais profundos e inseguranças. Nós começamos a conversar. Ele me deu dicas para superar meu rompimento. Tornou-se um bom amigo, mas deixou claro que não poderia ser nada mais. O problema era que eu estava me apaixonando por ele. E por mais que ele me afastasse, eu sabia que ele sentia algo por mim... porque seu batimento cardíaco não mentia. Eu pensei que meu coração havia sido destruído por Elec, mas estava vivo e batendo mais forte do que nunca por Damien. Eu só esperava que ele não o destruísse para sempre. 


Resenha: Segredos de Família - Lisa Wingate

Título; Segredos de Família
Autora: Lisa Wingate
Editora: Globo Livros
Páginas: 364
Compre: Aqui



Com mais de um milhão de exemplares vendidos nos EUA e baseado num escândalo real envolvendo o sequestro e a venda de crianças pobres para famílias ricas, Segredos de Família é um romance fascinante e inspirador.

Memphis, 1939. Rill Foss, de doze anos, e seus quatro irmãos mais novos vivem uma vida mágica com seus pais a bordo de um barco no rio Mississípi. A mãe está grávida do sexto filho e, ao sofrer complicações durante o parto, é levada às pressas para o hospital. Rill é encarregada de tomar conta dos irmãos, até que estranhos invadem o barco que as crianças chamavam de casa, arrancando-as de tudo o que lhes era familiar e jogando-as em um orfanato no Tennessee. À mercê da cruel diretora da instituição, uma mulher sem escrúpulos envolvida em um impiedoso esquema de tráfico de crianças, Rill luta para manter seus irmãos juntos num mundo perigoso e incerto.
Aiken, Carolina do Sul, dias de hoje. Nascida em uma família rica e poderosa, Avery Stafford parecia ter tudo: uma carreira de sucesso como promotora, um noivo bonito e promissor, e uma luxuosa festa de casamento à vista. Quando ela retorna a sua cidade natal para ajudar o pai, um político influente que está às voltas com um escândalo de opinião pública e um grave problema de saúde, um encontro casual com uma senhora durante uma vista oficial a uma clínica geriátrica a faz seguir uma jornada pelo passado de sua família, um caminho que acabará revelando histórias enterradas e fazendo com que Avery repense as suas escolhas e tudo aquilo que considerava como a sua verdade.
Best-seller em mais de vinte países e baseado em uma história real que fez com que milhares de famílias norte-americanas revissem suas origens e os segredos escondidos em seu passado, Segredos de Família alterna passado e presente para mostrar o poder de duas mulheres fortes, dispostas a vencer todos os obstáculos para defender suas famílias e reinventar suas próprias vidas, ligadas por um vínculo muito mais intenso do que jamais poderiam imaginar.

Resenha: A Love Letter from the Girls Who Feel Everything - Brittainy C. Cherry & Kandi Steiner

Título: A Love Letter from the Girls Who Feel Everything
Autoras: Brittainy C. Cherry e Kandi Steiner
Livro não publicado no Brasil
Páginas: 102


A autoras Bestselling Brittainy C. Cherry e Kandi Steiner se juntam pela primeira vez para uma compilação emotiva de poesia e prosa. Escrito e coletado nos  últimos dois anos, "A Love Letter from the Girls Who Feel Everything" é uma coleção intima, honesta e crua de sentimentos de duas mulheres no mundo moderno que frequentemente cala qualquer tipo de emoção a não ser a indiferença.
Discutindo temas de amor, valor, perda e esperança, "A Love Letter from the Girls Who Feel Everything" é uma jornada de descoberta e de cura.
"Nós somos as garotas que sentem tudo.
E essa é nossa carta de amor. Para você, para eles, para nós, para o mundo, para ninguém de fato.
Quer seja o mais brilhante, ensolarado dia onde tudo é perfeito, ou a mais obscura, melancólica noite de chuva onde a vida parece insuportável — nós vivemos, nós sobrevivemos, e sentimos cada segundo de benção e dor.
Isso aqui é por abraçar os sentimentos, para as almas corajosas que escutam o jeito que seus corações batem e não tem medo de perguntar a outras pessoas se eles sentem a mesma batida, também. Isso aqui é pelas garotas, os garotos, ao amor que as vezes compartilhamos e o amor que muitas vezes ocultamos.
E mais do que tudo, Leitor — Isso aqui é pra você.”

Resenha: A Princesa Salva A Si Mesma Neste Livro - Amanda Lovelace


Título: A Princesa Salva A Si Mesma Neste Livro
Autora: Amanda Lovelace
Editora Leya
Páginas: 208
Compre: Aqui

Amor e empoderamento em versos que levam os contos de fada à realidade feminina do século XXI.A princesa salva a si mesma neste livro, de Amanda Lovelace, é comparado ao fenômeno editorial outros jeitos de usar a boca, de Rupi Kaur, com o qual compartilha a linguagem direta, em forma de poesia, e a temática contemporânea. É um livro sobre resiliência e, sobretudo, sobre a possibilidade de escrevermos nossos próprios finais felizes. Não à toa A princesa salva a si mesma neste livro ganhou o prêmio Goodreads Choice Award, de melhor leitura do ano, escolha do público.Esta é uma obra sobre amor, perda, sofrimento, redenção, empoderamento e inspiração. Dividido em quatro partes ('A princesa', 'A donzela', 'A rainha' e 'Você'), o livro combina o imaginário dos contos de fada à realidade feminina do século XXI com delicadeza, emoção e contundência. Amanda, aclamada como uma das principais vozes de sua geração, constrói uma narrativa poética de tons íntimos e cotidianos que acolhe o leitor a cada verso, tornando-o cúmplice e participante do que está sendo dito.