Resenha: O Lado Mais Sombrio - Splintered #1

Título: O Lado Mais Sombrio
Série: Splintered #1
Autora: A.G. Howard
Editora: Novo Conceito
Páginas: 368
Sinopse:
Alyssa Gardner tem uma vida conturbada, ela ouve vozes de insetos e flores. A garota mora apenas com o pai pois a mãe foi internada e considerada insana e instável, e alegava ouvir as mesmas vozes que Alyssa sabe que são verdadeiras. Em uma das visitas, ela descobre que cada dia sua mãe piora, e que o pai havia concordado com o médico em aplicar um tratamento de choque, o que não apenas poderia transformar sua mãe em outra pessoa, como também poderia matá-la. Para impedir isso, Alyssa terá que mergulhar no obscuro mundo do País das Maravilhas e consertar os erros que a verdadeira Alice deixou pra trás, dessa forma quebraria a maldição sobre sua família. Mas a verdade é que o País das Maravilhas foi totalmente distorcido por Leis Carrol, e Alyssa vai descobri um lado sombrio do conto de fadas.

Olá leitores! Tudo bem com vocês?
Estou de volta, depois de algum tempinho novamente para trazer mais uma resenha para vocês de um livro que agrada alguns e outros nem tanto. Porém, olhem para essa capa e me digam se vocês não chegariam a ter curiosidade de ler uma obra como essa?

O Lado Mais Sombrio é o primeiro livro da série Splintered, escrito pela autora A.G. Howard e lançado aqui no Brasil pela Editora Novo Conceito. A série é formada por dois contos e três livros, sendo que o último que falta a ser lançado aqui no Brasil é o conto "Untamed" que só será mais um spin-off para deixar saudades nos fãs que se apaixonaram por essa série que traz um País das Maravilhas diferente do que conhecemos pelos olhos da pequena Alice.
"Como disse Jeb, este não é o País das Maravilhas que Lewis Carroll criou."
O livro é uma releitura do clássico Alice No País das Maravilhas, escrito pelo autor Lewis Carroll e traz uma personagem que na verdade é a tataraneta de Alice, porém ela não gosta que saibam sobre seu parentesco com a menina que inspirou Carroll.
"O fato de Alice ser, na verdade, minha tataravó fazia com que minhas colegas implicassem comigo nos intervalos falando de Camundongos e chás dançantes."
Alyssa Victoria Gardner é uma garota de 16 anos, que mora sozinha com seu pai, que gosta de andar de skate, que ouve música na maior altura e que gosta de fazer obras de artes com insetos e plantas, pois essa é a única maneira que encontrou para silenciá-los. Estranho? Não, para nossa protagonista já que sua mãe se encontra num sanatório por falar com plantas e insetos, e segundo ela tudo isso é porque sua tataravó Alice resolveu entrar na toca do coelho.
"Comecei a andar de skate quando tinha quatorze anos. Precisava de um esporte que pudesse praticar enquanto usava meu iPod e fones de ouvido para abafar os ruídos dos insetos e flores. Acima de tudo, aprendi a ignorar a maioria das alucinações."
Alyssa e seu pai escondem de todo mundo o real motivo de sua mãe Alison está internada, ninguém sabe sobre as loucuras que ela diz sobre falar com insetos e plantas todos pensam que foi um colapso após um acidente de carro. Mas Alison está internada após um acidente que acabou machucando Alyssa e marcando a vida de ambas desde de então.

Alyssa não conta para ninguém que as maluquices faladas por Alison são todas verdades, pois mesmo que ela consiga também ouvi as plantas e os insetos ela teme que seu destino seja o mesmo que de sua mãe. 
"Não importava que Alison estivesse certa sobre as vozes. Eu não estava pronta para admitir aquilo para meu pai e nem para mim mesma."
Apesar de tudo isso, Alyssa tenta viver uma vida normal. Ela trabalha numa loja chamada Perséfone e tem dois grandes amigos que são os irmãos Jenara e Jeb, sendo que esse último ela é apaixonada por ele.

Jeb é dois anos e alguns meses mais velho que Alyssa, ele é gerente do Submundo que é o espaço onde o pessoal vai para andar de skate, ele é responsável por sua mãe e sua irmã Jenara desde de que seu pai faleceu, mas se bem que não é uma coisa ruim já que seu pai quando bêbado maltratava todos da família. Além disso, ele é um ótimo desenhista e está prestes a se mudar para Londres com sua namorada Taelor (que é uma garota totalmente insuportável ¬¬').

Jeb e Alyssa se conhecem há um bom tempo e desde de que se conheceram ele trata ela como se fosse sua irmãzinha, cuidando dela e protegendo de tudo e de todos. Porém, os sentimentos de Alyssa são diferentes por Jeb e a única pessoa que sabe sobre eles é Jenara, mas Alyssa está determinada há não contar sobre eles pois tem medo de acabar estragando a vida de Jeb.
"Penso nas maravilhosas pinturas de Jeb. Em todas as coisas que ele pode ser, se tiver oportunidade. Ele não precisa de mais bagagem emocional para atrasá-lo. E eu tenho o suficiente para afundar um petroleiro."
Quando Alyssa vai visitar Alison no sanatório junto com seu pai, antes da sua mãe ter um surto psicológico ela acaba descobrindo que as coisas que Alison diz não são invenções de sua cabeça e que as mulheres de sua família tem uma maldição na qual tem que ser quebrada e isso tem que ser feito o mais rápido possível antes que Alison passe por um tratamento de choque que poderá deixá-la totalmente insana.

Junto com a ajuda de um mentor da qual ela não se lembra, mas que lhe ensinou muita coisa sobre ela e sobre o País das Maravilhas, Alyssa acaba por consegui se transportar para o País das Maravilhas mas não sem antes levar seu amigo Jeb juto com ela (um fato ele seguiu ela, enquanto ela estava a caminho).
"Mas não posso olhar para trás. Por mais desvairado que pareça, aquele rapaz no espelho é a resposta para tudo que aconteceu no meu passado. Esta é a minha única oportunidade de encontrar o País das Maravilhas, livrar a linhagem Liddell de sua maldição e salvar Alison."
O País das Maravilhas é completamente diferente daquele contado na história de Lewis Carroll, os personagens são mais sombrios, também são conhecidos como intraterrenos e a loucura parece ser mais insana. Para quebrar a maldição Alyssa terá que consertar todos os erros cometidos por sua tataravó e trazer o País das Maravilhas para sua verdadeira glória, para essa tarefa ela contará com a ajuda de seu amigo Jeb e de seu mentor esquecido Morfeu.

Morfeu só para vocês saberem, ele é o mentor misterioso na qual Alyssa esqueceu, ele conviveu com ela quando pequeno mas quando a mãe dela Alison descobriu fez um acordo com ele para que se afastasse de sua filha, um acordo que só seria quebrado se no caso Alyssa resolvesse procurar por ele o que ela faz quando acha uma foto de uma mariposa que foi tirada pela sua mãe. Morfeu é um personagem totalmente misterioso, com um caráter duvidoso (Você não sabe se acredita nele ou não? Você não sabe se o ama ou não?) e que acaba por mexer com os sentimentos da nossa protagonista.
"- Odeio você.
- Só por causa do que eu provoco em você.
Minhas unhas se cravam na palma das mãos. - Só porque você traz à tona o que há de pior em mim.
- Ah, não, querida. Eu trago à tona a vida que há em você."
Bem, pessoal o livro tem um triângulo amoroso porém a história peça mais para um lado do que para o outro. A protagonista no começo do livro ela parece um tanto perdida e com medo de se transformar na sua mãe, porém com o decorrer da história ela acaba amadurecendo e aceitando os dois lados dela pois posso garantir que ela tem um lado sombrio.

O livro é muito bom, ele traz um País das Maravilhas completamente diferente do que a gente se lembra da nossa infância. A autora trouxe um País das Maravilhas mais pensado para o lado juvenil e que agora estamos vendo nas adaptações para filme. Eu sou um tanto suspeita para falar sobre esse livro, pois eu gosto de tudo que chegue a remeter há Alice mas entendo aqueles que não curtiram esse enredo. A capa tá linda, agradeço a Editora Novo Conceito por não ter trocado a capa pois foi a primeira coisa que me chamou atenção.

Eu vou ficar por aqui, porque se não eu vou dar spoiler e eu tentei ao máximo não dar spoiler para vocês. Desculpa se a resenha ficou confusa ou atropelada, mas é porque é muita coisa para poder dizer mas sem entregar algo que possa ser importante. Vou deixar o booktrailer para que vocês possam conferi e quem sabe ficarem mais curiosos pela história de O Lado Mais Sombrio ;)

E é isso e até uma próxima o/

Booktrailer de O Lado Mais Sombrio:



5 comentários:

  1. Tenho muita vontade de ler esse livro, mas sempre acabo adiando.

    ResponderExcluir
  2. Pela capa com certeza eu o leria, é muito linda e chamativa.
    Que livro bacana.. Gosto dessas releituras de histórias clássicas e muitas infantis. Geralmente, essas recriações são mais adultas, mais interessantes.
    Esse é bem legal também pela personagem estar ligada à outra protagonista, esse foi um ponto muito bom pra mim.
    Eu o leria, com certeza.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da resenha, fiquei com muita vontade de ler!!!


    Boutique de Clichês

    ResponderExcluir
  4. Olá, Antonia.
    Eu confesso, comprei esse livro por causa dessa capa maravilhosa. Dá gosto de ter na estante. E a história não ficou atras. É muito boa e quero muito ler a continuação. Que por sinal tem uma capa ainda mais bonita hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Gosto muito das releituras dos contos de fadas e esse foi um livro que me deixou bem interessada já pela capa, achei bem diferente a forma que a historia ganha e esse é um livro que já está na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir