Resenha: Um Hotel na Esquina do Tempo - Jamie Ford

Título: Um Hotel na Esquina do Tempo
Autor: Jamie Ford
Editora: Globo Livros
Páginas: 340
Compre: Aqui



EDIÇÃO COMEMORATIVA DE UM DOS MAIORES BEST-SELLERS DE TODOS OS TEMPOS EM NOVA EDIÇÃO COM CAPÍTULO INÉDITO Mais do que uma história a respeito de um casal que luta para ficar junto apesar da oposição de suas famílias – que, após imigrarem para o Novo Mundo, resgatam rixas ancestrais entre japoneses e chineses – e das atrocidades da Segunda Guerra Mundial, Um hotel na esquina do tempo é um romance inesquecível sobre os danos causados por um dos mais bárbaros conflitos criados pelo homem. A trama, porém, ultrapassa os já tão conhecidos infortúnios dos campos de batalha para mostrar as dores causadas nos corações e nas almas das pessoas comuns, que tentam sobreviver, encontrar a felicidade e amar apesar de todas as adversidades. “Uma história de Romeu e Julieta entre famílias chinesas e japonesas durante a Segunda Guerra que vai além de todos os clichês e se tornou um clássico moderno”.The Seattle Times 





Olá, leitores!
A minha dica e resenha de hoje é para quem gosta de histórias que se passam a Segunda Guerra Mundial e de um bom romance. Eu amo esse tema e quando me é me oferecido para resenha não deixo passar batido. Vamos lá conferir o que achei dessa história.

"Eu tento não viver no passado, pensava, mas, quem sabe, algumas vezes o passado vive em mim."

Um Hotel na Esquina do Tempo é um livro do autor Jamie Ford, relançado pela Globo livros com uma nova capa e um capítulo bônus. Só lia resenhas maravilhosas do livro e as expectativas estavam lá em cima. Todas as minhas expectativas não fora em vão e amei demais cada página.



O livro conta a história de Keyko e Henry que apesar de morarem próximo e estudar na mesma escola, uma rixa dos seus ancestrais e a guerra os separam . Henry é chinês e Keyko é japonesa, que para o pai de Henry seria uma desonra o filho se relacionar com uma japonesa. Henry junto com Keyko vão tentar ficar o máximo possível juntos, mesmo com a guerra e rixas ancestrais..

A história se passa no passado em 1942 e no presente de 1986. A história já começa com Henry de luto pela sua esposa e relembrando de seu passado com Keyko. Henry já criou o filho e está em busca de algo de que nem ele sabe o que é. Nessa busca ele se aproxima do filho e com o passar da páginas vamos ver a feiura da guerra e um lindo inocente amor florescer.

Henry é um chinês só querendo viver em paz e que não aguenta mais seu pai falando só da guerra. Henry do seu jeito vai fazer de tudo para proteger Keyko, mas vai ter que enfrentar a ira do pai.

É o meu primeiro contato com o autor e já se tornou um dos meus favoritos. O autor transformou essa história triste em um romance gotoso de ler, mesmo em meio ao caos da Segunda Guerra Mundial. A narrativa é fluída e envolvente, em nenhum momento fiquei entediada com a história.



O que gosto dessas histórias, que apesar de ser ficção, muita coisa de fato aconteceu. Além de uma aula de história, você se pega dentro do livro e querendo de fato visitar os lugares como o Hotel Panamá que até hoje existe.

"Ainda há esperança para você, Henry. Você vai ver. Pode levar algum tempo, mas sempre há esperança."

Indico Um Hotel na Esquina do Tempo para os amantes de leituras sobre a Segunda Guerra Mundial  e para quem gosta de se emocionar e suspirara lendo. Amei do começo ao fim e foi impossível não colocar na lista de melhores do ano. Um livro triste, mas que nos ensina que o amor e amizade pode sobreviver até mesmo durante a guerra e depois de anos.



Um comentário:

  1. Uau! Fiquei com vontade de ler... Acrescentado à minha lista. Obrigada por compartilhar...

    ResponderExcluir