Resenha: Fighting Redemption

Título: Fighting Redemption
Autora: Kate McCarthy
Editora: Livro não publicado no Brasil
Páginas: 348


Sinopse:
Ryan Kendall está quebrado. Ele entende de dor. Ele conhece o peso da violência e a dor da perda. Ele sabe o que significa falhar com aqueles que precisam dele. Mas estar quebrado não o impede de querer uma coisa que ele não pode ter: Finlay Tanner. O sorriso dela é doce e o futuro, brilhante. Ela é a garota com quem ele cresceu, a garota que ele ama, a garota que ele protege do mundo e de si mesmo.
Aos dezenove anos, Ryan se junta ao exército australiano. Depois de anos de treinamento, ele se torna um soldado da elite SAS, e é convocado para servir na guerra do Afeganistão. Sua patrulha é encarregada das missões mais perigosas um soldado pode enfrentar. Mas não importa o quão longe ele vai, ou o quão duro ele luta, sua necessidade por Finlay simplesmente não vai diminuir.
Após voltar para casa depois de seis anos, um olhar é tudo o que ele precisa para saber que não pode viver sem ela. Mas às vezes, o amor não é suficiente para curar o que esta danificado. Às vezes, pessoas como ele não podem ser consertadas, e pessoas como Finlay merecem mais do que sobras.
Esta é uma história sobre a guerra e sobre o custo do sacrifício. Onde laços são formados e amizades encontradas. Onde aqueles que são fortes são aqueles que caem mais forte. Onde amar é deixar partir, onde corações são feridos e heróis são feitos. Onde um homem aprende que a luta mais difícil de todas é a luta para salvar a si mesmo.
Aos dezenove anos, Ryan se junta ao exército australiano. Depois de anos de treinamento, ele se torna um soldado da elite SAS, e é convocado para servir na guerra do Afeganistão. Sua patrulha é encarregada das missões mais perigosas um soldado pode enfrentar. Mas não importa o quão longe ele vai, ou o quão duro ele luta, sua necessidade por Finlay simplesmente não vai diminuir.Após voltar para casa depois de seis anos, um olhar é tudo o que ele precisa para saber que não pode viver sem ela. Mas às vezes, o amor não é suficiente para curar o que esta danificado. Às vezes, pessoas como ele não podem ser consertadas, e pessoas como Finlay merecem mais do que sobras.Esta é uma história sobre a guerra e sobre o custo do sacrifício. Onde laços são formados e amizades encontradas. Onde aqueles que são fortes são aqueles que caem mais forte. Onde amar é deixar partir, onde corações são feridos e heróis são feitos. Onde um homem aprende que a luta mais difícil de todas é a luta para salvar a si mesmo.





Tentando sair da ressaca literária que foi o livro O Coração do Leão, comecei a ler esse livro. Só não imaginava sair de uma ressaca para entrar em outra! Sim gente, eu sou louca só pode, ou muito sortuda por ler dois livros seguidos muito bons. Logo no prologo já imaginamos que o livro terá muito drama só não imagina que seria tão bom. Agora estou aqui, em mais uma ressaca literária, dizendo que esse livro é o melhor todos, claro até outro chegar e tomar o posto rsrs.

O livro tem como pano de fundo o exército, como já se pode ver pela capa. Logo nos primeiros capítulos ficamos por dentro da guerra. Gostei desse livro porque também fiquei por dentro do que os saldados passam para poder ir para guerra pelo seu país. Eles deixam muito para trás em troca  de salvar o país. Achei isso muito lindo e adorei conhecer um pouco mais sobre o assunto. Agora vejo com outros olhos todos que vão para guerra.

"Às vezes não é sobre o que você quer, mas sobre o que você precisa."

O casal protagonista na história é Ryan e Fin. Eles se conhecem desde a adolescência e lutam contra esse desejo que sentem. Ryan, por não se achar digno de Fin ,e claro por ser um saldado e não sabe se voltará depois da cada missão. Fyn é uma menina estudiosa e inteligente. Sonha em fazer a diferença para o pais também salvando baleias como diz seu irmão Jake, mas não imagina que Ryan possa gostar dela e deixa esse sentimento de lado ou pelo menos tenta. Parece ser só mais um romance de uma menina bonita e estudiosa e de um garoto que vai pra guerra, nada de novo até aí certo? Errado! Esse livro com certeza vou levar para minha vida toda. Um dos melhores de 2015, que aliás foi um ano de livros muito bons :D





Logo no prologo fiquei com o coração na mão imagina no resto do livro. Claro que não foi diferente. O livro inteiro foi um misto de sentimentos, chorei, torci, gritei e fiquei aqui pensando: senhor essa autora tem imaginação. Agora leio tudo que essa mulher escreve. Adoro um bom drama e para quem gosta não pode deixar de ler esse livro. Espero seriamente que alguma editora publique ele aqui no Brasil, só para ter o exemplar na minha estante e  poder ler o livro quantas vezes quiser.





Os personagens secundários gostei bastante e não são apenas personagens que estão lá para encher linguiça. Cheguei a certos momentos amar Jake que é irmão de Fin e melhor amigo de Ryan mais do que o personagem principal. A amizade deles é linda e muitas vezes me trouxe ás lágrimas. Queria muito um livro de Jake , pena que esse livro é único. Gostaria de mais de Jake na minha vida :'(

Pensei em largar essa leitura no começo. por ser meio parada e por conta também da ressaca literária que eu estava, não conseguia ler nada. Sorte que insisti no livro. Os primeiros capítulos é que são apresentando os personagens pra saber quem faz o que , como se conheceram, pode ser tornar um pouco cansativo, mas te garanto depois disso você não vai querer mais largar o livro.

"Na há despedidas na vida. Só um 'vejo você mais tarde". 

Acabei o livro e coloquei na cabeça que tenho que fazer o máximo de amigos ler esse livro. Esse é o típico livro que você quer indicar a todas suas amigas e é um livro obrigatório que você tem que ler antes de morrer, sério. Indico esse livro para quem ama uma ressaca literária,  para quem gosta de um bom romance, e é claro de chorar e se emocionar lendo um bom livro.






5 comentários:

  1. Oi Ana!
    Estou na metade desse livro e já chorei horrores... adorei a escrita da autora e sem dúvidas, é um livro que merece ser publicado. Achei interessante a autora abordar como eles se conheceram e como os sentimentos vão mudando e se transformando no decorrer da estória. Também foi um ponto positivo como é mostrado no livro quando eles estão no Afeganistão. Gostei demais de Jake, até mais que de Ryan em alguns momentos e olha que só estou na metade do livro, mas já sei que se tornará um dos melhores do ano. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Eu nem li o livto, mas pela resenha já estou na torcida para ele ser lançado no Brasil.
    Amo um bom romance; não importa que depois da leitura fique com uma ressaca literária daquelas, o importante é o livro ser emocionante , ter um bom conteúdo e, principalmente, fazer a gente querer indicá - lo para todo mundo, e esse parece ser o caso desse livro.
    Amei acapa e, se lançarem por aqui, espero que a mantenham, porque ela diz muito da história.

    ResponderExcluir
  3. Quero pra mim! Adorei a resenha a historia parece ser linda!! Espero que alguma editora compre os direitos logo!

    ResponderExcluir
  4. Ana!
    Gosto muito dos livros ambientados na guerra porque trazem ensinamentos já que não vivemos essa época.
    Tomara que logo chegue ao BRasil para poder apreciar a leitura.
    Desejo um 2016 carregado de saúde, realizações e muito sucesso em tudo que empreender.
    “Que as conquistas no Ano Novo, cheguem na sua vida como confetes: Abundantes, Alegres e festivas...FELIZ SEMPRE!!” (Ana Marise)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Achei diferente que o livro fala e mostra os personagens no exercito pois a maioria dos livros que tem esse tema só cita e parece uma historia linda e gostei de saber que temos personagens secundários interessantes !!

    ResponderExcluir