Entrevista: Caroll Z.S


Olá genteee tudo bem?
Hoje venho com a nossa primeira entrevista!! \o/

Nossa mais nova escritora no Wattpad (sim, ela é novinha), e não esquecendo que ela
 escreve muitoooo bem!
Ela topou nos dá uma entrevista, esta linda tem 4 estórias no Watt.


  • Estudante do ensino médio, tem 17 anos e uma leitora compulsiva. Extremamente apaixonada pela arte de escrever. Sua mente é um poço sem fim de idéias. Apaixonadérrima por frio. Chocolate quente é um ótimo pedido!
  • Ama Bad Boys. Se tiver dicas de bons livros com bad boys e astros do rock, manda pra ela!!!
  • Música, livros e chocolate! 
  • O que mais eu poderia pedir?
  • Caroll Z. S. É o meu pseudônimo, meu nome é Carolaine Aparecida Zen Soares, mora em Curitiba-PR







  • Que tal nós começarmos com você nos contando quem é? O que faz? Seus hobbies, etc.?
  • R: Sou apenas uma estudante do ensino médio de dezessete anos, nada muito anormal. Gosto de ler, escrever, assistir um bom filme com a família, sofrer com cafajestes literários... 
  • Você pode nos contar sobre o momento que você decidiu que iria aventurar-se em escrever seu primeiro livro?
  • R: Escrevo desde meus doze anos de idade, mas foi só em 2014, com dezesseis, que tive vontade e coragem de me expor. 
  • Escrever vem naturalmente para você, ou você teve que se empenhar muito para conseguir colocar a história de sua cabeça para o papel?
  • R: Isso depende muito da história, mas posso dizer que sim, escrever é algo natural para mim. Posso até começar uma história agorinha mesmo.
  • De onde veio a inspiração para Condemned?
  • R: Sempre gostei de livros sobre roqueiros. Eles têm uma forma diferente, mas intensa, de amar. Condemned veio do nada e ao mesmo tempo veio de tudo. Pequenos detalhes como os tão famosos casamentos arranjados e gravidez na adolescência, ajudaram a criar a história, mas não foi totalmente inspirado nisso. É mais como uma junção de ideias.
  • Desde criança você gostava de ler? Quem lhe incentivou a ler?
  • R: Ninguém. É, eu sei, é difícil de acreditar, mas apesar de eu sempre ter gostado de ler, ninguém de fato me incentivou. Acho que isso partiu muito de minha mente aberta. Como toda criança, eu gostava muito de inventar o meu próprio mundo, e também sempre gostei de assisti filmes. Ler um bom livro me tirava dessa dimensão, era um ponto de fuga da realidade. Tanto, que quando eu estou lendo um livro, a pessoa tem que me chamar umas dez vezes até que eu esteja de volta à terra.
  • Algum personagem seu é baseado em alguém que você conheça? Alguma situação vem de uma experiência pessoal?
  • R: Não. Os detalhes e/ou personalidades podem, sim, serem baseadas em alguma coisa do meu dia-a-dia, mas não me inspirei em alguém ou uma experiência completamente.
  • Quando você decidiu escrever seus livros?  É algo que você sempre quis?
  • R: Não acho que eu decidi realmente, só aconteceu. Se eu sempre quis escrever? Acredito que sim, eu só não tinha muita experiência ou “cabeça” para escrever um livro. 
  •  Quais foram as suas inspirações para os outros livros?
  • R: Livros, músicas, filmes, coisas do dia-dia, isso vareia muito. Intenso, por exemplo, saiu de uma questão interna minha: o que acontece com aqueles casos de uma noite? As tão chamadas “ficadas” que ocorrem em uma boate? Foi com esse pensamento que Intenso nasceu. In Ring To Love, que eu ainda estou escrevendo, por outro lado, parte dele foi inspirada naqueles pais de decidem o que os filhos vão fazer de suas vidas. 
  •  Quais suas perspectivas e planos futuros para a literatura?
  • R: Vejamos, eu penso em terminar o ensino médio e cursar Jornalismo e/ou Letras e seguir carreira na escrita. Literatura faz parte da minha vida desde que me conheço por gente e não poderia ficar longe dela. Também quero publicar meus livros no exterior e quem sabe, daqui há alguns anos, ter minha própria editora.
  •  Fale de seus livros. Como eles surgiram e quanto tempo levou para escrevê-los. E o que mais achar interessante sobre eles.
  • R: É difícil dizer como eles surgiram, eu mesmo não faço ideia. As histórias, os personagens, “vivem” em minha cabeça, eu só coloco-os no papel. Intenso e Condemned foram escrito mais ou menos em três meses. Tinha dias que eu realmente não tinha tempo para escrever, e acabei demorando um pouco, mas eu escrevia um capítulo em um ou dois dias, dependendo da complexidade do mesmo. Condemned me surpreendeu por emocionar as pessoas, quando eu escrevo, tento ao máximo transmitir sentimentos para o papel. Tem vezes até mesmo que eu acabo chorando, pois eu estou sentindo o que o personagem está sentindo naquela cena. Enquanto Condemned foi mais emocional, Intenso foi projetado com a intenção de ser uma história engraçada e, é claro, intensa (rsrs). Eu realmente me diverti ao escrevê-la.
  •  Quais os principais obstáculos com a profissão de escritora?
  • R: A falta de tempo ou vontade de fazer outra coisa a não ser escrever ou os tão famosos “bloqueios”. Tem vezes que passo o dia inteiro escrevendo, enquanto outro não consigo escrever nenhuma linha, mas bloqueios geralmente não é o que mais dificulta na profissão e sim a sua vontade. Se você tiver mesmo vontade de escrever, acredito que nenhum obstáculo o impedirá.
  •  Qual a principal fonte de inspiração para você?
  • R: Músicas, livros, filmes. Não há realmente uma principal fonte, fico dividida nesses três, mas a música é muito importante na hora de escrever.
  •   Quais de suas obras deram mais trabalho para escrever?
  • R: Intenso. Por haver cenas de sexo, principalmente. Com minha falta de experiência, Intenso foi um verdadeiro desafio que eu venci. 
  •  Intenso foi sua primeira obra, ficou mais fácil depois dele escrever outros livros ou é sempre um desafio?
  • R: Acredito que sempre seja um desafio escrever, mas eu tenho novas táticas na escrita que facilitam, sim, na hora de escrever, como por exemplo, fazer um “roteiro” dos acontecimentos da história.
  •  Você pensa em fazer a continuação de Intenso ou Condemned ?
  • R: Sim, pretendo fazer a continuação de Intenso: Alucinante. Condemned é o primeiro livro da série The Tough and Strong, então terá continuação, inclusive, o próximo livro da série será Tamed, a história do Sean.
  •  Você tem algum novo projeto de livro vindo por aí?
  • R: Sim, tenho vários. Mas, infelizmente, terei que me contentar em terminar o que já comecei. O que posso dizer é que em 2015 estarei muito ocupada e com possíveis casos de tendinite de tanto escrever.
  •  Quem você imagina como Colton? Algum ator, modelo ou músico que te “lembre” ele?
  • R: Bem, isso é muito complicado, por que as “mães” sempre acham que seus filhos são perfeitos e não há ninguém como eles, mas há quem diz que imaginam Colton como M. Shadows.
  •  Você pode falar um pouco sobre seus próximos projetos? 
  • R: Tenho vários projetos, um deles é a publicação de Intenso pela Editora Bezze a continuação do Intenso e a Série The Tough and Strong.
  • Um sonho?
  • R: Dizer que sonho que as pessoas leiam meus livros é muito clichê? Talvez levar as pessoas para outro mundo. Os livros para mim são como pequenos guarda-roupas de Nárnia.
  •  Três livros favoritos e o motivo.
  • R: Entre o Agora e o Nunca de J. A. Redmerski, eu me identifiquei muito com a personagem e acho que é uma história linda.
  • Lick Stage, Kyle Scoot, porque, fala sério, quem não queria acordar um dia e estar casada com um astro do rock gostoso?
  • Belo Desastre da Jamie McGuire, porque, você sabe, eu também sou uma propriedade de Travis Maddox. 
  • Três autores favoritos?
  • R: Só três? Meu Deus, são tantos... Bem, acho que Nana Pauvolih faz com certeza parte dessa lista. Abbi Glines e J. A. Redmerski, eu simplesmente amo os livros delas.


Venha conferir as estórias no Wattpad !!






9 comentários:

  1. Uhu!!!

    Excelente escolha.

    Carol é uma das grandes promessas para a literatura nacional! Parabéns, linda!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ivany, SUPER concordo com você!!

      Obrigada, bjos =D

      Excluir
  2. Olá!
    Muito legal a entrevista. As autoras que postam no Watt estão ganhando cada vez mais espaço agora!
    Me identifiquei bastante na parte dos livros e autores preferidos. E fiquei super interessada nos livros dela também, o único problema é que não consigo de jeito nenhum ler pelo wattpad, perco total a paciência! ;/

    Beijos, Fer.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fer, realmente no Watt estão aparecendo muitos talentos.
      Eu meio que viciei no Watt e viciei algumas amigas, mas confesso que as vezes eu também perco a paciência kkkk
      Mas quem sabe logo logo você consiga ler os livros da Caroll em físico né?! rs

      Beijos, obrigada =D

      Excluir
  3. Olha muito legal a entrevista galerinha do Malucas por romances, não conhecia a autora, mas já dei uma passadinha no wattpad rsrsrsr adorei a indicação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosa, a Caroll é uma fofa, e muito talentosa!!

      Obrigada ;)

      Excluir
    2. Aí Mika depois que vi o post sobre a Carol aqui, add no wattpad e tô pra me acabar lendo suas estórias, valeu pela indicação, ameeeeei

      Excluir
  4. Foi uma honra fazer esta entrevista. As meninas são muito gentis. Espero logo estar novamente aqui no Malucas por Romance. Quem sabe em um "lançamento" dos meus livros?
    Meninas, o exemplares de vocês está garantido ;)
    Amei a entrevista.
    Beijos, Caroll Z. S.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei que estreamos com você Caroll, e mais uma vez nós que agradecemos por ter topado!!
      Você realmente é uma das grandes promessas ;)

      Beijos

      Excluir