Resenha: Os 13 Porquês- Jay Asher

Título: Os 13 Porquês
Autor: Jay Asher
Editora: Ática
Páginas: 255
Compre aqui

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker - uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.















"Você não pode interromper o futuro, nem modificar o passado. O único jeito de descobrir esse segredo é apertando o play."

Hoje o Suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos, sendo que ocorre uma morte a cada 40 segundos no mundo. Sei que depressão é algo muito polêmico e que nem todos entendem isso ainda, mas depressão não é uma frescura, depressão é uma doença e precisa sim de tratamento, de apoio tanto dos amigos como da família. Muitas vezes uma frase que falamos na hora errada ou uma ação pode mudar tudo na vida de uma pessoa.

Sabe por que falei tudo isso? Por causa do livro e da série Os 13 Porquês, um livro que iniciei graças ao trailer do seriado que estreou no Netflix e a indicação de uma amiga, e essa semana assisti a série e posso garantir que se o livro me deixou abalada, a série me deixou destruída. Hoje a resenha será dividida em duas partes  primeiro do livro e depois da série, já que foi essa a sequência exata que fiz, li o livro em janeiro e a série estreou agora em março, porém acredito que hoje será mais que uma resenha, será um desabafo já que não foi fácil ou divertido. Logo na sinopse já sabe o final, mas só lendo ou assistindo pra entender os verdadeiros motivos desse trágico final.

"Vocês não sabem o que estava se passando no resto da minha vida. Em casa. Nem mesmo na escola. Não sabem o que se passa na vida de ninguém, a não ser na de vocês. E quando estragam alguma parte da vida de uma pessoa, não estão estragando apenas aquela parte. Infelizmente, não dá para ser tão preciso ou seletivo. Quando você estraga uma parte da vida de alguém, você estraga a vida inteira da pessoa."

Os 13 Porquês conta a história de Hannah que cometeu suicídio, mas ninguém sabe o verdadeiro motivo. Ela gravou fitas e nelas ela deixou 13 motivos e as pessoas que tiveram influência na vida dela, só que Clay não imagina o porque dele tá recebendo essas fitas e qual foi a influência dele na vida dela.

O livro é contado pelo ponto de vista de Clay e a narração das fitas. Clay é um menino que sempre foi apaixonado por Hannah e que não entende o motivo dele está nas fitas, porque ele acha que não influenciou o suicídio dela, já que ele sempre quis ajudar. A narração da Hannah nas fitas é muito difícil, na fita não tem romance,  não tem humor e por mais que Hannah muitas vezes tente fazer piadas durante a história, ainda assim eu não conseguia sorrir na leitura. É um tipo de livro que começa um pouco lento, mas que te prende todo o tempo.






Agora vou falar um pouco da série, já que ela tá pulsando em minha mente e me destruiu. Sim, ela me fez ter recordações que com o livro não tive. Assim como no livro a série é voltada pra história de Hannah e Clay e tudo o que passou na vida de Hannah pra ela cometer o suicídio, mas diferente  do livro a série trouxe à tona personagens que no livro ficaram adormecidos, como o pai e a mãe de Hannah, além de mostrar realmente as pessoas que machucaram Hannah.

"A sanidade é superestimada. Perca-a."

Hannah foi interpretada pela Katherine Langford e ela teve uma interpretação fantástica. O sofrimento dela era tão intenso, a forma que ela interpretou fazia você realmente sentir tudo que ela sentia, eu realmente tive meu psicológico totalmente abalado. A série foi fiel ao livro e o que ela acrescentou de alguma forma cobriu os buracos que ficaram propositalmente no livro.

"Às vezes temos pensamentos que nem mesmo a gente entende. Pensamentos que nem são tão verdadeiros - que não são realmente como nos sentimos -, mas que ficam rondando nossa cabeça porque são interessantes de pensar."

Eles trazem uma mensagem fortíssima que é o suicídio, e Hannah conta os vários motivos que fez ela tomar tal atitude, talvez motivos que não abale tanto uma pessoa, mas pra outras uma simples palavra pode ser o suficiente. Todos os personagens estão em fase escolar e Hannah mostrou vários sinais de que queria acabar com a própria vida, mas que ninguém prestou atenção, nem na escola ou na família.

Além do tema de suicídio que aborda o livro/série, aborda outros temas fortíssimos como bullying, depressão, machismo e tem alguns outros, mas não vou citar por causa dos spoiler. Antes da personagem realmente chegar a cometer o suicídio você sente a depressão dela e você entende o quanto o bullying afetou ainda mais a vida dela.

"Eu queria contar tudo pra você. E isso machucava, porque algumas coisas eram assustadoras demais. Algumas coisas nem eu entendia. Como poderia contar a alguém - alguém com quem eu estava conversando pra valer, pela primeira vez - tudo o que eu estava pensando? Eu não conseguia. Era cedo demais. Ou, talvez, fosse tarde demais."

Um livro que todo jovem deveria ler, porém a série achei tão intensa que acredito que um psicológico abalado poderia sofrer ainda mais. Sei o quanto é difícil a depressão, então esse livro só trouxe à tona um pouco mais de coisas que já conhecia e com a série me senti tão sensível, tão destruída que é como se eu estivesse tendo flashbacks de muitas coisas, e por saber como é sentir essa tristeza que não se acaba, aquela vontade de gritar e não saber como que digo que nós aqui do Malucas estamos dispostas a ouvir seu grito de socorro, podemos não fazer muita coisa, mas podemos escutar aquilo que está preso na sua mente e no seu coração.

Em nota geral pela série e pelo livro dou 5 estrelas, na época que li o livro dei 4 estrelas porque acreditava que algumas coisas poderiam ser melhor abordada, mas com a série aquelas brechas que faltavam foram fechadas e hoje não sinto que precise de mais nada nem na série e nem no livro.










14 comentários:

  1. Não li ao livro mas estou assistindo a série e chocada com cada acontecimento e prestando atenção em cada um que passa na vida da protagonista que marca algum acontecimento da maneira de como reagem é uma atitude covarde que cada um toma e realmente estou muito triste por ela.
    A serie é incrível e todos deveriam assistir.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Raquel,
    Não li o livro mas comecei a série ontem. Assisti dois episódios e estou louca para ver os próximos. Achei a ideia das fitas muito original e tem uma pegada bem melancólica mesmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Meu coração não está muito forte para tantas emoções. Por isso, não li o livro e nem assisti a série ainda. Pois sei que vou sofrer bastante com essa história.
    Vejo muitos comentários sobre a obra e todos aplaudindo de pé né!?
    Parece ser uma história bem profunda e emocionante.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Raquel!
    Não é à toa que o livro e a série tem sido bem divulgados nos blogs que acompanho, afinal os temas abordados são seríssimos e devem ser discutidos, quanto mais melhor.
    Suicídio já é sério, e quando vem de origem depressiva, que a a grande maioria dos casos, é ainda mais preocupante, porque andamos tão cegos e egoístas, voltados apenas para nós mesmos, que não conseguimos prestar atenção nos sinais que as pessoas com essa doença transmitem e que acabam em algum tipo de fatalidade.
    “ O amor é a sabedoria dos loucos e a loucura dos sábios.” (Samuel Johnson)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li e nem assisti a série, mas estou extremamente louca para ler/assistir. A série sera a proxima que vou ver, o livro já não tenho previsão.

    Acho ótimo esses temas serem abordados, para que algumas pessoas se toquem e vejam como fazem a gente se sentir pessimo. Não é uma simples palavra que nos falam, doi por mais pequena que seja e todos acham que é um mimimi! Errado isso! Só que já sofreu com bullying sabe como é estar se sentindo assim, querer sumir, morrer. É uma dor horrível e pelo que vi nos 13 porquês mostrou exatamente isso.

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li esse livro, mas desde que ouvi sobre a serie que estou querendo ler, pois prefiro ler o livro antes de assistir a série.
    Acho o tema do livro muito importante, pois infelizmente anda acontecendo muitos suicidios.
    Esse livro aborda temas muito importantes e que com certeza tenho que dar uma conferida.

    ResponderExcluir
  7. Oii Raquel!
    Amei sua resenha, tá excelente, parabéns!
    Eu não li o livro ainda, não sei se vou me segurar pra não ver a série, estou bastante curiosa viu...
    Mas vou tentar!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Eu não li o livro nem vi a série e nem pretendo, pois já tive/ tenho depressão e sei que me abalaria demais...mas há outra razão é que vejo muitas pessoas falando sobre e dizendo tudo que aprendeu mas não exerce isso na vida. Eu vejo dizendo o quanto o tema afetou mas têm uma pessoa dessa ao seu lado e você nem percebe. Eu não sei, se já por ter passado por isso, às vezes eu percebo pessoas com problemas e tento ajudar...já falei com tantas...lembro de uma que tinha ficado mal por brigado com a amiga, isso seria normal e ninguém deu bola, mas eu já tinha reparado na pessoa um certo comportamento e fui falar com ela e ela me contou que se cortava e que tinha se cortado e queria tirar a própria vida...eu fiquei horas falando com ela e contando minha história, até conhecê-la a não cometer o suicídio. Sabe as vezes só isso faz a diferença!
    Então por favor me provem o contrario e mostre que essa série e livro realmente está conscientizando as pessoas em vez de ser um moda passageira onde tudo mundo é a Hannah!

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    Esse é assunto muito delicado de se falar, infelizmente pessoas doentes não entedem que elas são importantes para outras pessoas, tomar a decisão de tirar a própria vida é a pior coisa que pode acontecer a uma pessoas, mas infelizmente na maioria das vezes não prestamos atenção ao que acontece ao nosso redor, e nos deixamos levar pelos nossos próprios problemas.
    Adorei saber que o livro aborda temas como bullying, depressão, machismo de maneira muito realista, não poderia deixar de conferir.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Olá, bom já li tanta resenha desse livro que está me deixando com raiva e ao mesmo tempo louca pra ler esse livro, quero tanto, necessito ler esse livro...a historia me pareceu tão perfeita e a serie, não vi ainda mas quero tanto ver!
    O tema que o autor aborda nesse livro e tão realista, tão real...que me deixa trsite com a historia!

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Assim que lançou esse livro fiquei bem curiosa para poder ler, mas acabou que não li e lendo essa resenha vi que esse é um livro bem forte, com certeza uma historia densa que nos faz sentir e sofrer muito, achei bem interessante os temas que a autora trata ao longo da historia e fiquei curiosa para ver a forma que ela coloca esses temas ao longa da historia !!

    ResponderExcluir
  12. Desde que li o livro essa é a frase que sempre uso quando vou falar dele: "todo mundo deveria ler este livro". É bom ver a repercussão que a série está tendo e o alance. Acho que todos que leram o livro gostariam que as pessoas o conhecessem, e com a série isto é possível até mesmo para aqueles que não gostam de ler.
    Me sinto orgulhosa do sucesso da série e espero que ela possa ajudar várias pessoas e familiares, afinal depressão é algo sério e os números não mentem.
    Estou devastada ainda pela série. Lembro que quando li o livro (fiz isso em uma madrugada só, pois não consegui desgrudar dele) há uns bons 5 anos, foi essa a sensação que ele me trouxe, e a série conseguiu tocar ainda mais fundo.
    É chocante. Cruel. E verdadeiro. Eles não mascararam, ou tentaram pincelar as cenas fortes. Eles simplesmente estamparam a verdade na nossa cara, pois é assim que acontece na vida real.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Raquel!!
    Li o livro no final do ano passado, fiquei bem angustiada por tudo que li no livro e depois que assistir a série da Netflix essa sensação foi pior ainda!!

    ResponderExcluir
  14. Li esse livro recentemente e simplesmente adorei a mensagem que o mesmo passa. Confesso que achei a estoria do Clay e a Hannah um pouco forçada no livro...

    ResponderExcluir