Resenha: Ferida - Série Segredos #1 - Nana Pauvolih

Título; Ferida - Série Segredos #1
Autora: Nana Pauvolih
Editora: Essência
Páginas: 352
Compre: Aqui



Primeiro livro da série Segredos.
“Em sua inexperiência e doçura, deixava-me mais doido do que jamais estive. E eu, que pensava que já tinha visto tudo, que me guiava pela força e pela violência, estava domado pela sua delicadeza.” – Theo Theodoro é o mais velho dos irmãos Falcão e assumiu os negócios da família após uma grande tragédia. Com personalidade marcante, dura e impositiva, tornou-se um homem acostumado ao poder e a ter a última palavra. Até que em seu caminho entra Eva, uma jovem com metade da sua idade que quer a qualquer custo se vingar da família Falcão. Trazendo com ela segredos do passado e usando uma identidade falsa, Eva está disposta a tudo para seduzir Theo e lutar contra uma grande injustiça cometida com seus avós e sua mãe. Mas, quando em meio ao ódio de Eva e aos fetiches de Theo surge uma poderosa atração, eles precisarão decidir quem irá ceder nessa disputa de gerações.





Menores de 18 anos, pessoas que sofrem de ataque cardíaco ou você que não gosta de romance erótico essa resenha não é para você. Agora se você é assim como eu que adora romance erótico e é praticamente uma periguete literária não pode deixar de conferir essa resenha. Hoje a resenha é para gente grande e para você que é Maluca por Romances eróticos.

"Eu era um homem de desejos extremos . Gostava de brincar com as emoções, de explorá-las ao máximo, de ter poder sobre qualquer situação." 

Ferida é o primeiro livro da série Segredos, da autora Nana Pauvolih, publicado pela editora Essência. O livro fez sucesso no wattpad e na amazon e agora para delírio das fãs o livro tem seu formato físico. Em e-book o livro é o segundo da série, mas a editora resolveu mudar a ordem e publicar Ferida primeiro. Terminando essa leitura concordei com a editora, nesse livro vamos conhecer e ficar curiosas com cada um da família Falcão.

Ferida começa com o leitor conhecendo Eva, uma menina pobre de 19 anos que está em busca de vingança contra a família Falcão. A mãe de Eva vai botar na cabeça de sua filha que eles lhe tomaram tudo e vai fazer que Eva entre na vida de Theodoro Falcão, o mais velho dos irmãos Falcão. Depois que Theo sofre um atentado programado pela mãe de Eva e seus comparsas, Eva é mandada para o local para que ela ajude Theo e para que ele seja grato por isso. O plano dá certo e Eva vai estar por perto e nos pensamentos de Theo Falcão, muito mais do que ela imagina.

Ai gente, acabei a leitura e vim correndo fazer a reseneha. Não queria esquecer cada detalhe do que estou sentindo depois de terminar essa leitura. Foi um misto de sentimentos que até agora estou olhando pro nada e querendo encontrar palavras para descrever essa história que me fez ficar ligada em cada página.

"Eu não era um homem com desejos comuns, muito pelo contrário. Para aguentar comigo, uma mulher tinha que ser realmente experiente e conhecedora do lado sombrio e violento do sexo que me agradava. Eva era antítese disso."

O começo da leitura foi puro ódio que senti pelo mocinho Theo. Ele não sabe o que significa NÃO e muitas das vezes humilhou Eva com a desculpa que estava com medo do que estava sentindo. Não deu pra engolir as atitudes nem ao menos perdoar. Com o passar da leitura fui engolindo esse gênio dele porque estava esperando o jogo virar e ele se tornar um cordeirinho. Foi aí que comecei a olhar o personagem com outros olhos



Theo é um dominante e fala que nunca vai se casar. Usa as mulheres e as descartam. Theo só tem relacionamentos com submissas e não tem o costume de ter seus desejos negados, então quando Eva fala NÃO ele fica louco, mas quando digo louco é louco mesmo. Ele foi responsável de eu querer jogar o livro na parede, pra depois pegar pra ver onde tudo isso ia dar. Nas últimas páginas você até começa a olhar ele com os outros olhos, mas já estou com medo de odiar mais uma vez esse personagem no segundo livro da série .

"Nem o medo da dor e do desconhecido me impediram de ser dele, pois eu não conseguia mais pensar ou desejar outra coisa. Eu não conseguiria mais respirar sem estar no mesmo espaço de Theo. Era como se uma febre me consumisse, deixando-me viciada naquele homem."

Eva a coelhinha submissa é quem mais vai sofrer, mas também não quer dizer que você também não vai passar raiva com ela. Eva está disfarçada, então para tentar ser um pouco mais velha no documento falso ela tem 23 anos, enquanto na verdade ela tem 19 anos. Por ser bastante nova é normal ela ser tão influenciável e ter bastante dúvidas, mas não quer dizer que você não vai querer entrar no livro e dar uns bons tapas nelas. Eva sempre diz NÃO, mas não cumpre o que diz. Foram tantas idas e vindas por conta dela que você vai ser pegar revirando os olhos, porque mordendo e lambendo lábios deixa pra ela. Eva faz isso o livro inteiro e quase contei quantas vezes ela fez isso, meu toc estava gritando.

Quem me conhece sabe que mesmo reclamando do boy mandão, da mocinha sonsa eu gosto de ler esses livros e passar raiva, é sinal que o autor conseguiu fisgar o leitor na história. Mesmo eu não concordando com muitas das coisas escritas ali  eu sempre ficava sedenta pelo próximo capítulo e saber o que ia acontecer com esse casal e com a família Falcão. Nana arrebenta e em todas a história fico assim, na corda bamba de sentimentos, sem saber se mato a autora ou se exijo o próximo livro pra ontem.

Mesmo eu sendo fisgada pela história do começo ao fim, não posso deixar de falar que não gostei alguns comportamentos de Theo por muitas vezes abusivos. Teve uma cena tão forte na história que eu acharia que o livro tinha que vir com aviso de gatilho. Esse tal parte não vou contar por causa de spoilers, mas quem leu com certeza sabe do que estou falando. Theo gosta de sexo bruto, mas em uma das cenas foi pesado, a bile subiu e parei para respirar.

Ainda falando de Theo e suas particularidades fiquei curiosa o do porque ele ser chamado de vampiro pelas nanetes. GENTE DO CÉU, eu fiquei igual a esse meme abaixo. Não vou contar o que é e vocês podem imaginar, mas te garanto que lendo o impacto é maior. Até agora não to crendo no que li. Prepare o estômago ou não, depende de seus fetiches também hehe.




Chega de falar desse boy e vamos falar dos personagens secundários que são bastante nessa série. Tem os irmãos de Theo e que vão aparecer bastante nessa história como Joaquim, Pedro, Heitor e Gabi. Joaquim é casado com Gabi que são irmãos de criação e já estou doida para ler o livro dos dois. Gabi também é irmã de Eva, só que Gabi ainda não sabe. Tem também o misterioso Micah, mas não vou contar nadinha dele pra não dar spoiler hehe. Como Eva é sozinha e só tem sua mãe e sua vó ela não tem amigas, mas tem bastante diálogos dela com a mãe que vai fazer o leitor entender por quê Eva ser assim. Theo tem sua amiga de ex foda e aparece de vez em quando pra deixar Eva com ciúmes e dar uma apimentada na história. Adoro ex loucas nos livros.

Agora vou falar dessa capa que achei linda com essas letras vazadas e com a modelo parecida com Eva. Adorei, achei super diferente e linda essa capa. O livro é todo contado em primeira pessoa por Theo e Eva, em alguns capítulos outros também contam. A cada começo de capítulo tem um batom que Theo tanto gosta que Eva passe, adorei esse carinho que a editora teve com o livro e seus leitores. O final foi tiro, porrada e bomba, e já quero o próximo livro e saber como essa história vai acabar.

Ferida é extremamente erótico como eu já disse no começo da resenha. Então se preparem para um livro repleto de sexo e dominação para quem gosta de BDSM. Se você não gosta nem chegue perto, tem tapinhas, mão amarrada sim senhor e tudo que tem direito. Se não gosta claro e evidente não vai curtir a leitura. Nana Pauvolih sabe escrever um bom erótico e as cenas de sexo são para molhar as calcinhas mesmo ou te deixar impactada como eu fiquei várias vezes.

"Em sua inexperiência e doçura, deixava-me mais doido do que jamais estive. E eu, que pensava que já tinha visto tudo, que me guiava pela força e pela violência, estava domado pela sua delicadeza."

Ferida é um livro que choca e que deixa o leitor de queixo caído diversas vezes. Com temas tabus e muito erotismo a autora nos apresenta um livro que você ama ou odeia. Eu estou ainda no meio termo e pra falar a verdade ainda digerindo toda a história. Não gostei das atitudes do casal, mas adorei o enredo. Isso é possível? Só lendo pra descobrir. Leitura que você só vai conseguir largar até quando virar a última página e quando terminar vai querer imediatamente o segundo livro da série. Indico o livro para quem gosta de passar raiva assim como eu e para quem gosta de ficar no final na leitura perdida, sem saber o que falar da história. Leiam e depois me digam o que acharam dessa história.




6 comentários:

  1. Oi, Ana Carolina.

    Desde o início, acho que a Eva foi fisgada pelo Théo, por ele exalar tanta intensidade... A atração foi mais que recíproca e iminente!

    O plano de colocar em prática sua vingança, que começou com algo puramente carnal e intencional, foi aos poucos, se transformando em algo a mais, que fugiu do controle e de sua vontade...

    Tudo isso, a deixou completamente dividida em se entregar a essa paixão ou prosseguir com o plano inicial, que é claro, foi ficando cada vez mais difícil...

    Ela só não contava que o Théo fosse tão intenso e que no meio do caminho, iria se apaixonar.

    E é claro, o Théo também não esperava se envolver alucinadamente por uma pessoa.

    E eu não poderia deixar de dizer que esse é um dos meus livros favoritos! 😍

    ResponderExcluir
  2. Oi,Ana!Tudo bem? Eu conheci a escrita na Nana Pauvolih no Wattpad quando li "Além do Olhar",eu simplesmente amei a escrita dela e a estória é muito envolvente,os personagens são muito cativantes e muito bem trabalhados me encantei com a Marcela e o Ramon. E tempos depois soube que ela era a autora do livro Redenção de um Cafajeste,pirei com isso pois, esse livro está na minha lista de desejados. Eu acho que fugi um pouco da resenha,mas eu gostaria muito de ler esse livro tanto a sinopse como a resenha me deixaram com gostinho de quero mais,estou começando a amar esse novo mundo da literatura erótica. Abraços;;;

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana,
    Sim, sei que você ama passa raiva, vida de leitor não é? kkkk
    A família Falcão vem fazendo tanto sucesso que não tem como não desejar esse livro... Não tem como não comparar um pouco com Cinquenta tons, mas isso não me incomoda, pelo contrário, me faz ter mais vontade de ler. Fico imaginando a reação de Theo ao descobrir a verdade sobre Eva, deve ser uma cena e tanto.
    Não tem jeito, livros hots sempre tem um lado machista que incomoda, sempre crítico as autoras nesse ponto, dá sim para escrever um romance sensual sem seguir esse formato, maaas, ainda assim irei ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Bom, livro hot, mocinho dominante, mocinha pobre. Não curto esse tipo de romance, apesar de ter gostado da capa. Acho que pensei em outro tipo de livro, mas fica pra próxima rsrsrs. Bjus.

    ResponderExcluir
  5. Olá Ana!
    Primeira resenha que leio do livro, adorei, o enredo parece ser forte e parece que prende a gte, só de ler a sinopse e sua resenha já me conectei á história, espero ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Eu passei tanta raiva com esse livro.

    ResponderExcluir