Resenha: Amos e Masmorras - Parte 1 - A Submissão - Lena Valenti

Título: : Amos e Masmorras - Parte 1 - A Submissão
Autoras: Lena Valenti
Editora Universo dos Livros
Páginas: 416
Compre: Aqui

Em mais uma excitante série, a renomada autora Lena Valenti aborda agora as nuances do universo BDSM. Amos e Masmorras é um dos mais recentes sucessos da autora e se tornou best-seller internacional. A agente Cleo Connelly, integrante do corpo de polícia em Nova Orleans, é uma mulher atraente e destemida, que não mede esforços e impulsos na resolução dos casos que assume. Certo dia, entretanto, ela é designada para investigar, junto ao FBI, uma lucrativa rede de tráfico humano. Para cumprir a missão, ela precisará se inserir em um contexto inusitado: visitar a cena BDSM do país e participar das práticas de sodomia e dominação instituídas no torneio Dragões e Masmorras DS. Agindo como agente infiltrada, Cleo terá de pesar os limites de sua própria luxúria nesta implacável caçada, considerando também a arrebatadora atração que sente por Lion Romano, seu parceiro no caso. Mas será que, no meio do caminho, ela vai gostar de ser submissa? Renda-se aos deleites desta intrigante e sensual narrativa!





"Quando as masmorras se abrem, os dragões estão a solta!
Que comecem o torneio!"

Fazia tempo que não me envolvia em uma história tão rápido como me envolvi nessa. Já tinha lido o livro algum tempo atrás, porém como o terceiro livro está para chegar decidi reler para relembrar a história, e me senti lendo o livro como se fosse a primeira vez. Sabe aquela história que você esquece comida no fogo, esquece as visitas na casa, esquece as horas, esquece da vida? Foi exatamente assim com esse livro. Nesse livro vamos conhecer Lion Romano e Cleo Connelly.

"Lion Romano estava em sua casa. Lindo e sexy como só o diabo poderia ser."

Lion Romano é um agente do FBI, aquele homem perfeito e fruto das nossas imaginações (pelo menos a minha garanto que é kkkk), um personagem que faz você se apaixonar ainda nas primeiras páginas. Lion Romano está em um caso sobre tráfico humano e esse caso tem como pano de fundo o BDSM. Porém, imprevistos acontecem e ele terá que treinar sua nova parceira e amiga de infância Cleo Connelly.

"Se aquela era a recompensa por sofrer o castigo, naquele mesmo dia ela o chamaria de feio, vesgo e nazista umas vinte vezes."


Cleo Connelly é um policial de Nova Orleans, ela está acostumada com casos pequenos, mas seu sonho é ser uma agente do FBI como sua irmã, uma mulher destemida. Sem papas na língua ela tem agora a chance de trabalhar em um caso do FBI junto com seu amigo e paixão de infância Lion Romano, responsável pelo caso, e aquele que irá ensinar para ela toda a arte do BDSM, tendo que se tornar uma agente disfarçada como submissa no evento Amos e Masmorras SD (de Submissão e Dominação).

"- Os amos e submissos não querem ser salvos por ninguém. Eles gostam do que fazem, gostam de seu mundo. Não sofrem nenhum tipo de psicopatia, nem paranoia, ou transtorno obsessivo-compulsivo... Por eliminação e por serem maioria, tem muito mais pessoas baunilhas desequilibradas do que entre membros de BDSM."


Esse evento ocorre a cada 15 meses, porém no último evento três mulheres foram encontradas mortas. Após esse fato Lion Romano se tornou o encarregado do caso e tem que descobrir o que está acontecendo. Tudo está certo até Leslie,  irmã de Cleo, sumir e o parceiro dela aparecer morto, é nessa hora que Cleo entra no caso, por ser parecida com sua irmã eles acreditam que ela possa atrair os olhares e ainda ajudar a desvendar todo o mistério. E é nesse momento que Lion entra em ação e precisa ensinar para Cleo tudo sobre o mundo de BDSM e também sobre o caso, mas o tempo é pouco e ela terá apenas uma semana pra aprender tudo e se tornar a melhor submissa do torneio. Nesse torneio só irão pessoas selecionadas, já que é necessário um convite para participar.

Cleo e Lion precisam aprender a conviver, Cleo precisa ser uma boa submissa algo que ela nunca imaginou ser e que até mesmo julgava todo esse mundo BDSM, e Lion tem uma semana para mostrar pra ela tudo que ele sabe durante algum tempo. A tensão sexual entre eles é palpável e em cada página você fica se perguntando quando eles vão se declarar. Ambos sabem dos sentimentos que possuem, mas nenhum vai querer confessar nada por medo de estragar o caso.




O torneio é baseado no jogo de RPG  Dungeons and Dragons, muito conhecido aqui no Brasil como Caverna do Dragão. Exatamente isso que você leu,  é aquele desenho que fez parte da infância de muitos e inclusive da minha. Enquanto eu escrevia a resenha aproveitei para ler algumas outras resenhas e fiz essa descoberta na resenha da Kris do Conversa de Alcovas. Agora nunca mais verei Caverna do Dragão da mesma forma, e por mais que possa parecer estranho esse tipo de "Roleplay" é praticado na vida real.


"O objetivo não é fazer sentir dor, é fazer você voar..."


Esse livro poderia ser só mais um com o tema BDSM, mas ele é muito mais do que um romance erótico. O livro trás também um romance policial,  então você não vai ter 416 páginas de duas pessoas fazendo sexo iguais coelhos, muito pelo contrário. A autora Lena Valenti demonstrou na escrita desse livro um grande conhecimento pelo BDSM, e quem leu cinquenta tons de cinzas podem não está acostumada. Eu li toda a trilogia de Cinquenta Tons , porém hoje tenho uma visão bem mais ampla sobre o assunto. Sei que 50 tons foi apenas  uma pincelada do assunto, diferente de Amos e Masmorras onde o grau de conhecimento do assunto está nítido em cada palavra escrita.


Estou apaixonada por Lion (suspiros)


A série é composta por 8 livros, os três primeiros livros já foram lançados aqui no Brasil pela Editora Universo dos livros e nos dois primeiros temos a história de Lion e Cléo. A capa do livro, diagramação e revisão estão ótimas, além do final do livro ter um dicionário Amos e Masmorras onde tem a explicação de todas as palavras sobre BDSM usadas no livro.

"Ela não tinha sido possuída por uma deusa interior, mas por uma deusa puta da sensualidade."

Amos e Masmorras é aquele tipo de leitura que você vai ler sem sentir o tempo passar. Um livro pra aquecer naquele dia frio, ou quem sabe pra dar aquela aquecida no dia a dia. E nem posso deixar de falar sobre o final do livro que vai deixar você assim como eu doida para ler o segundo. Recomendo esse livro de olhos fechados, tanto pra quem curte a leitura erótica, como também pra quem tem um pé mais atrás. É um ótimo livro para conhecer um pouco do que esse mundo de BDSM envolve.









12 comentários:

  1. Oi, Raquel. Comecei a ler este livro ano passado e me envolvi realmente com a história, já que tem todo uma temática muito envolvente por trás do jogo e do BDSM, achei muito interessante a forma como a autora usou o tema desse jeito, mas fui inventar de pausar a leitura e até hoje não voltei, morro de preguiça, mesmo assim pretendo começar outra vez.
    Beijo!
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Arrasando como sempre, estou lendo e super indico, livro mais que envolvente em todos os sentindo e formas <3
    Parabéns e beijos <3

    ResponderExcluir
  3. Nossa, quantos livros hein ? Mas esse é um tema que chama a tenção dos leitores, sem dúvida ! O bom é que percebi que não fala só do sexo em si, porque ás vezes isso é um saco :/ mas vem muito mais história por trás e todo um contexto que prende o leitor. Com certeza gostaria de conhecer essa série, é bem daquilo que eu gosto de ler ;)
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Oi Raquel!
    Adoro romances policias s2 Fiquei in love com Lion, que homem perfeito gente kkk
    A editora poderia publicar todos. Sou daquelas que não gosta de esperar rssr
    mas enfim, não conhecia essa série e gostei demais por ser romance policial s2 obg pela indicação.
    abc

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Já tinha visto esse livro e ficado muito interessada nessa historia, gostei bastante de todo esse enrendo, parece ser bem envolvente e ter uma historia que nos conquista e deixa curiosos para saber o que ira acontecer, gostei desse casal e dessa mistura com o romance policial me deixando curiosa para pode ler !!

    ResponderExcluir
  6. Oi Raquel,
    Livros eróticos sempre me chamam atenção, mas nunca li nenhum que tivesse uma proposta como a Amos e Masmorras. A união do mundo BDSM com uma trama policial me parece que funcionou muito bem, criando uma história envolvente e muito atrativa. O fato de Cléo ser policial já faz dela uma personagem forte, mas, com certeza,seus limites e coragem serão testados ao se infiltrar para solução do caso. E é aí que entra Lion, que além de parceiro será alguém que a ajudará se manter firme e focada em seu objetivo. Os dois personagens terão que lidar com muita coisa, pois não será só o trabalho que os desafiará, mas toda a tensão sexual e atração que os cerca. É um livro que tenho certeza que irei curtir e não vejo a hora de ler.

    ResponderExcluir
  7. Raquel!
    Delícia saber que é um romance erótico, mesmo com práticas de BDSM.
    Já gostei de saber que a protagonista não tem papas na língua e fala tudo o que pensa.
    E ter um 'instrutor' como Lion certeza que não será nada fácil de enfrentar sem se apaixonar.
    A pergunta que não quer calar: ela consegue achare libertar a irmã?
    Será contratada pelo FBI?
    Fiwuri bem intrigada e gostaria de ler o livro e a séire.
    “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.” (T. S. Eliot)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Raquel ;)
    Já conhecia o livro pelo skoob, mas por ser de BDSM tinha certo preconceito antes. Mas já vi tantas resenhas positivas como a sua que estou com muita vontade de ler a série!
    Adoro romances policiais e estou doida pra descobrir como vai se desenrolar o romance entre a Cleo e o Lion.
    Muito obrigada por me animar para ler o livro *-*
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Olá Raquel!
    Eu ouvi sobre essa série, mas não tinha lido nd sobre ela ainda, eu adorei!
    Esse gênero é o que eu mais gosto de ler, a leitura flui super rápido, e que bom saber q vc de cara se envolveu com a história, espero conseguir ler a série em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o livro mas sem duvida de que vai para lista de desejados, mesmo ter lido muito pouco do gênero eu pretendo saber mais a respeito , a capa é divina de linda.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Não curto muito livros hot, mas esse aparentemente foge dos clichês, com muitos envolvidos. Também deve ser interessante conhecer mais do BDSM. Só vim conhecer essa sigla nesse post, acredita? rs
    Adorei a resenha.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Livros hot não fazem muito meu estilo de leituras, então apesar desta história de Amos e Masmorras parecer ser bem interessante, eu não pretendo ler, pois não despertou muito meu interesse na leitura, mas para quem curte livros deste estilo de história, este livro é uma ótima dica de leitura.

    ResponderExcluir