Resenha: Punk 57 - Penelope Douglas

Título: Punk 57
Autora: Penelope Douglas
Livro Não Publicado no Brasil
Páginas: 371


Misha

“Éramos perfeitos juntos. Até nos conhecermos.”
Não consigo parar de sorrir quando vejo o que está escrito em sua carta. Ela sente a minha falta.
Na quinta série, meu professor nos colocou como amigos por correspondência com alunos de outra escola. Pensando que eu era uma garota, com um nome como Misha, outro professor me colocou com uma aluna dele, Ryen. Meu professor, achando que Ryen fosse um garoto igual a mim, aceitou.
Não demorou muito para a gente descobrir o erro que tinha ocorrido. E desde o início nos demos bem, já estávamos discutindo sobre tudo. O melhor lugar para pedir pizza. Android vs IPhone. Se Eminem era ou não era o melhor rapper que já existiu...
E isso foi o começo de tudo. Pelos próximos sete anos, éramos somente nós, melhores amigos. Suas cartas eram sempre em papel preto com escrita prata. Às vezes era uma por semana, às vezes três por dias, mas eu precisava delas. Ela era a única que me mantinha no meu caminho, brigava comigo, e me aceitava do jeito que eu era.
Só tínhamos três regras. Sem redes sociais, sem números de telefone, sem fotos. Tínhamos uma coisa boa. Por que arruinar isso?
Até que vi a foto de uma garota online. Seu nome era Ryen, amava a pizza do “Gallo” e adorava seu IPhone. Quais eram as chances? Foda-se. Quero conhece-la... Só não esperava odiar o que estava prestes a descobrir.

Ryen

Já fazia 3 meses que ele não escrevia. Alguma coisa estava errada. Será que morreu? Foi preso? Conhecendo Misha como conheço, nenhuma opção seria exagerada.
Isso quase me enlouqueceu, sem ter ele por perto, sem nenhuma correspondência. Precisava saber se alguém ainda me escutava.
É minha culpa. Deveria ter pego o telefone dele ou foto ou alguma coisa. Ele poderia ter sumido para sempre.
Ou estar bem debaixo do meu nariz e eu não estou sabendo. — sentindo-se encantada.








"Você apenas recordou a todos nós  que o amor é realmente apenas superficial."

Vou fazer essa resenha curta assim como várias outras que faço, Não gosto de ler spoilers, então acho que ninguém deve gostar kkkk. Como esse livro qualquer coisa que eu falar pode acabar com o segredo e o mistério do livro a resenha será breve.

O livro conta a história de Misha e Ryen. Por engano do professor da quinta série, ao achar que Ryen era um menino e Misha uma menina, faz uma espécie de troca de cartas entre eles, o que dura até hoje. Sete anos depois e com essa troca de cartas, eles transformaram uma simples lição de escola em uma amizade verdadeira e completa. Mas tem um porém, eles nunca se viram pessoalmente, o único contato deles é as cartas, mas o destino é algo que ninguém controla e pode mudar a vida deles.

"A vida é cinquenta voltas erradas por uma estrada esburacada. Tudo o que você pode esperar é que você acabe em algum lugar agradável."

As cartas cria um vínculo lindo entre eles, nessas cartas eles vão falar desde problemas familiares até bobagens da rotina deles. Misha é vocalista de uma banda de Rock e nessas cartas, com a ajuda de Ryen, ele compõe algumas das músicas da banda. Só que uma fatalidade acontece e Misha simplesmente some, ele para de escrever as cartas para Ryen e é nesse momento que o livro ganha uma vida diferente do que imaginei.

"É realmente uma merda ficar sozinha. Estar em um lugar cheio de pessoas e sentir como se eles não quisessem você lá."

O livro por tratar de adolescentes me levou de volta aos tempos de escola. Ryen acaba mostrando todos os medos de quem tá na escola: o de não ser aceito pelos outros e principalmente o medo de sofrer bullying. Hoje ela é popular na escola, mas nem sempre a vida escolar dela foi assim.

"Eu não quero ficar sozinha ela admite. "Eles podem me odiar, mas eles me respeitam. Eu não posso ser invisível ou motivo de risadas, ou..."

Misha com o tempo descobre que Ryen pode não ser aquela que sempre disse ser, e Ryen não conhece mais Misha, e é nesse jogo de segredos que o livro é envolvido.

O livro é contado todo em primeira pessoa e pelo ponto de vista de Ryen e Misha, chega alguns momentos do livro que isso foi essencial para melhor compreensão da história.

"Você começa a se perguntar, 'qual o ponto?' Ninguém se importa, e você começa a se importar menos. Você só quer que a dor pare."

O romance entre eles pega fogo e teve cenas de sexo que não deixaram nada a desejar pra um livro HOT, mesmo o foco do livro sendo outro. Um dos melhores momento do livro (que eu só não gritei porque era de madrugada)  foi quando os meninos do livro Corrupt aparecem :o. É tanto amor por esse livro que rever eles me fez matar um pouco da saudade.







Quando comecei essa leitura achei que seria parecido com o livro Bullying, depois durante  pensei que seria parecido com Corrupt, mas não foi nada disso. A autora fez uma história totalmente nova e cativante, que eu não consegui parar de ler até o final. Ahhh, não posso esquecer de falar dessa capa e desse título, quando você descobre o verdadeiro motivo do título você fica mais encantada com a autora. Se esse livro vir por Brasil espero que a editora que comprar mantenham o título e essa capa cheia de vida. Só não dei cinco estrelas porque teve momentos que quis bater  nos personagens,  mas por se tratar de um livro adolescente é mais que compreensível.

"Ninguém faz você melhor do que você mesma. Você não pode ser substituída. Nem todo mundo vai ver isso, mas apenas você precisa saber."

Punk 57 é um livro onde o amor e os segredos estão a todo vapor. Um livro sexy, com emoções a flor da pele, que mostra como é difícil muitas vezes ser a gente mesmo, mas que mais difícil ainda é nos esconder da gente mesmo. Que antes da gente tentar aceitar alguém, precisamos nos aceitar e mostrar a todos que o diferente não é errado, porque na verdade quem disse que somos diferentes? Recomendo não só esse livro, mas todos dessa autora que em cada livro traz uma história envolvente e gostosa de ler.








19 comentários:

  1. Fiquei super interessada por esse livro. Já faz um tempo que quero ler algo da Penélope e parace que Punk 57 será o primeiro kkkk
    Essa resenha me deixou mega curiosa pra saber o motivo desse afastamento do casal

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia a autora, nem os livros anteriores dela, então não sabia o que esperar. Mas fiquei bem curiosa com a história depois de ler sua resenha. Acho legal esses romances adolescentes, e é interessante os protagonistas se conhecerem por um bom tempo só por cartas. Vai pra lista de desejados.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  3. Nossa que enredo diferente, achei muito interessante esse fato deles se comunicarem por carta. Eu adoro isso, por alguns anos eu conversava por carta com muita gente do Brasil e até mesmo uma de outro país, era muito legal, a vontade de conhecer cada um, imagino eles que moravam na mesma city, não sei como conseguiram aguentar.
    Fiquei curiosa para saber o que houve com ele e claro pra saber o fim do livro, mesmo ja tendo uma noção básica.

    ResponderExcluir
  4. Ual Raquel!
    Nunca tinha ouvido fla...Adorei o enredo, parece bacana e por gostar do gênero, qro ler com toda ctz! Vou anotar a dica!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Essa capa é muito linda, não conheço nem a autora nem os outros livros, a resenha me deixou bem curiosa para saber o desenrolar dessa história e claro os segredos e também adoro ter a escola como cenário nos livros.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, nem fazia idéia desse livro, gostei da como os personagens se relacionam e como de repente o livro se tornar um suspense. O que será que aconteceu!!! Preciso ler, eu adoro livros New adults. Bjkas

    ResponderExcluir
  7. Oiiii Kell!!!
    Aiii eu adorei!! To vendo que to ferrada vindo ler as resenhas aqui agora diariamente, vocês capricham na coisa!!
    Eu amei Bulling, só por vc ter citado ele, agora quero demais ler esse, mesmo sendo meio adolescente rs
    Bjus <3

    ResponderExcluir
  8. Raquellllll,
    Socorro, que livro é esse que eu já quero??? Não conhecia a autora, ela já tem algum livro publicado aqui no Brasil? Vamos fazer campanha minha gente. Eu já me encantei pela sinopse e depois de ler a tua resenha fiquei mais animada ainda, tanto porque gosto de livros com essa pegada quanto porque senti a tua empolgação na resenha... quero meeeexmo.
    Beijoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kris ela já tem um livro publicado aqui no BRasil pela Universo dos Livros que é Sempre Fui Sua (Bullying), primeiro livro da série Fall Away, é gostosa também a leitura dele mas não se compara a esse.
      Beijinhos :*

      Excluir
  9. Assim que vi esse livro fiquei querendo ler, mas estava com outro no momento e sabe quando esquecemos... A série Corrupt ainda não li, mas está na lista também rsrs gostei da resenha e agora quero saber qual o momento que te fez querer gritar kkk

    ResponderExcluir
  10. Oi Raquel!
    Por essa capa eu nunca iria imaginar o conteúdo do livro, e sinceramente depois de sua resenha me interessei bastante.
    Imagino como deve ser conversar 7 anos com uma pessoa e depois ela sumir, e ter toda a questão do medo de não ser aceito e tals.
    Enfim, já quero esse livro e quero conhecer o outro da autoa que você citou.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Raquel!
    O que mais gostei foi saber que eles se tornaram amigos através das cartas.
    Faço correspondência há mais de 35 anos e por vezes fico imaginando as pessoas que estão por traz das palavras escritas e quando conheço algum desses amigos pessoalmente, acabo percebendo cada detalhe que contamos um ao outro durante as trocas de correspondência e as palavras passam ater imagem.
    Aqui no livro eles passam a ter um relacionamento mais íntimo e pelo visto, bem caliente, gostaria de ler e saber o que está por trás do sumiço de Misha.
    “O saber é saber que nada se sabe. Este é a definição do verdadeiro conhecimento.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  12. Achei bem legal, no mundo atual, um romance que se mantém por cartas, bem, pelo menos no começo né. Gostei deste jogo de segredos, sobre saber quem eles realmente são, se são aquilo que parecia nas cartas. Não gosto muito do gênero, mas gostei do enredo e adorei sua resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  13. Que professor mais maluco, como conseguiu troca as cartas dessa maneira. Enfim, a historia parece ser bem misteriosa e fiquei bastante feliz em ler sua resenha e ver que você teve cuidado para não da spoiler. Esse livro parece conter um reviravolta rápida, quando eles se conhecerem pessoalmente

    ResponderExcluir
  14. Raquel,amei a história do livro desde o engano que faz com que Ryen e Misha se correspondam por carta,até o momento que um descobre o outro é o romance acontece próprimente dito ,que venha logo para o Brasil.😘❤

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito da história, bem criativo o autor. Ótima resenha.
    Abraço !

    ResponderExcluir
  16. mas gente, confesso que estou cheia de dúvidas sobre esse livro!! sério, cheia! tua resenha me deixou ainda mais curiosa rs e é uma pena nao terem lançado aqui ainda, ficaria no aguardo pq fiquei muito interessada!!

    ResponderExcluir
  17. Ahhh como eu adoro livros dessa mulher depois que li meu querido meu irmão e agora vem a resenha desse livro e já dei que ele está entrando na lista de devem ser lidos com urgência porque é babado. Vou tirar um print aqui dá capa pra não esquecer. Beijão.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Raquel!!
    Amei a resenha!! Fiquei super interessada por esse livro, que história maravilhosa é essa!! E um pena que não foi ainda lançado aqui no Brasil!!
    Beijoss

    ResponderExcluir