Resenha: Um Verão Para Recomeçar - Morgan Matson

Título: Um Verão Para Recomeçar
Autora: Morgan Matson
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Compre: Aqui


Taylor Edwards nunca se sentiu importante, muito menos alguém que se destaca.
Além disso, ela tem a estranha mania de fugir quando as coisas ficam meio complicadas. No dia do seu aniversário, Taylor recebe uma terrível notícia: o pai dela está muito doente. Ela até tenta fugir novamente, mas agora sua família precisa de toda ajuda e união possível.
Então eles tomam a seguinte decisão: passar o verão juntos na casa do lago.
Taylor não vai à casa do lago, onde ela e a família passavam o verão, desde que tinha doze anos, e ela definitivamente nunca planejou voltar. No lago Phoenix, ela reencontra sua ex- melhor amiga, Lucy, e Henry Crosby, sua primeira paixão.
De repente, Taylor se vê cercada por lembranças que preferia ter deixado no passado. Apesar do medo e de querer fugir mais do que tudo, a única coisa que resta a ela é ficar com seu pai e enfrentar os dias da melhor maneira possível.
Nesse verão em família, vivendo momentos tristes e felizes ao mesmo tempo, Taylor percebe que ela tem uma segunda chance de refazer laços familiares e até, quem sabe, poder viver um grande amor.
Um verão para recomeçar é um notável romance sobre esperança, amor e superação.





Oie, gente! Hoje vou falar desse livro que foi impossível não me emocionar lendo. Se você gosta de drama e uma história de pai e filha, amizade e cheia de amor, esse livro é pra você. Vem comigo nessa resenha, vou desabafar tudo o que senti lendo e te convencer a ler essa história que foi para lista de melhores de 2017.

"O câncer foi diagnóstico tarde e aparentemente havia pouco o que pudesse fazer. Eu ainda não tinha conseguido pensar naquilo direito. Em algumas séries médicas a que tinha assistido, sempre havia uma solução, algum remédio miraculosamente descoberto na última hora. Ninguém jamais desistia de um paciente. Mas parecia que, na vida real, as coisas não eram bem assim."

O livro começa com Taylor mais uma vez tentando fugir. Sua família está indo para casa do lago no verão por causa do pai dela Rob que está com câncer e quer passar seu último verão lá. O diagnóstico dele não é nada bom, Rob está no estágio 4 do câncer e não tem mais esperança de cura, os médicos deram no máximo 3 meses de vida. Tentando fazer esses último meses os melhores eles vão para a casa do lago, lá Taylor reencontra antigos amigos que ela não ver em 5 anos. Taylor também fugiu desses amigos por causa de alguma coisa do passado. Essa vai ser a chance dela de confrontar tudo, a doença de seu pai, a família, seus antigos, mas velhos hábitos são difícil de abandonar. Um verão para recomeçar é uma história de recomeço, mas mais do que isso, é uma história de amor entre pai e filha e de uma garota tendo que enfrentar seus medos de frente.

Comecei a leitura já sabendo que ia me emocionar por conta do título, só não imaginava tanto. Estou escrevendo essa resenha depois de dois dias da leitura porque ainda estava assimilando a história e confesso que ainda estou. A história se tornou especial porque de certa forma ela me faz lembrar do meu pai que também teve uma doença terminal, só que no caso do meu pai ele teve doença cardíaca. Foi impossível não me pegar pensando nele e me sentir na pele da personagem. Cada momento tenso chorei junto com Taylor, cada conselho, cada palavra de amor. Mas em nenhum momento isso foi ruim, muito pelo contrário, me identifiquei demais com Taylor e a leitura toda não teve como não soltar algumas lágrimas e lembrar de meu pai. Foi uma leitura que chorei sim, mas que também me deixou com um sorriso no rosto por lembrar de alguém que tanto amo.

Taylor é uma menina de 17 anos que pensava que a pior coisa da vida que pudesse acontecer era ela ser traída por seu namorado e não ter amigos, mas a vida deu o revés e seu pai que era cheio de saúde agora está morrendo. Taylor não gosta de confrontos e toda vez que tem um foge. Na casa do lago ela vai ter que enfrentar amigos do passado e um amor de infância que não tem contato a anos. O término foi dolorido para os dois, mas estando no mesmo lago vão ter que deixar isso de lado. Mas será que vão conseguir deixar tudo para trás?

"Foi somente então, quando cada dia que eu passava com ele era contado, que eu percebi o quanto eles eram preciosos. Milhares de momentos para os quais eu não tinha dado o devido valor - principalmente por achar que teríamos milhares de outros."

Henry é o garoto por quem Taylor é apaixonada. O livro não é focado nele, mas boa parte do livro Taylor passa suspirando por ele e tentando voltar a sua amizade. Ela deixou ele quando tinha 12 anos, um amor de infância que deixou o coração de Henry despedaçado quando ela foi embora. Apesar de achar que Henry apareceu pouco, não pude deixar de me apaixonar por esse personagem. Gostaria de saber como Henry estaria mais velho e não reclamaria de um segundo livro. Ele também passa por alguns problemas familiares e junto com Taylor vão poder desabafar.



Não posso deixar de falar nessa resenha de Rob, pai de Taylor. Ele aparece bastante e mesmo doente vai fazer de tudo para que esses 3 meses seja os melhores para os seus filhos. Adorei os momentos dele com Taylor e foi impossível não se emocionar. Cada palavra dita de Rob, Taylor sabia que era a última e ela queria absorver tudo o que seu pai tinha a falar. Já falei que Rob lembrou muito do meu pai, então foi um personagem impossível de não se tornar um dos meus queridinhos. Rob ensinou muita coisa aos seus filhos nesses 3 meses e foi a mais linda história de família que já li na vida.

"Umas das melhores coisas de beijar Henry é que aquilo parecia fazer com que o resto do mundo (tipo meu pai, e o que estava acontecendo com ele) desaparecesse por algum tempo."

O livro tem outros personagens que você também vai adorar. Tem os irmãos de Taylor cada um com suas características, a mãe de Taylor que é um pouco fechada, mas também está sofrendo com tudo isso, os amigos antigos de Taylor e também os novos, até mesmo um cachorro. Vendo assim você pensa que são muitos personagens, mas cada um teve seu valor na história. Me senti conectada com todos eles, ri, chorei e me emocionei. Todos contribuíram para essa linda história ser 5 estrelas.


Essa capa foi o que me chamou a atenção na história e mais uma vez comecei a leitura sem ler a sinopse, que eu recomendo e muito rsrs.  O livro todo é contando em primeira pessoa por Taylor e ficamos por dentro de todas suas angustias e medos. Depois da página 100 é que consegui engrenar na história e depois disso não consegui mais largar. Terminei o livro as 2 horas da manhã e pra variar chorando. Tive que dar uma pausa na leitura, que por mais que você saiba o que vai acontecer, a dor não foi pequena, pelo ao contrário, a expectativa nos deixa apreensiva e quando o momento acontece você vai se pegar sofrendo junto com Taylor.


Impossível depois de terminar você não ficar com aquele ressaca literária, ficar meia hora olhando por nada e depois querer indicar esse livro para todos. Esse ano a Novo Conceito está arrasando nos dramas e Um Verão Para Recomeçar veio para confirmar isso. Mesmo sendo uma história que você prever o final e que sabe tudo o que vai acontecer, você não vai conseguir desgrudar até chegar no final. Um clichê para todos as malucas por romances e um drama para quem gosta de um livro cheio de sentimentos.

" É que as pessoas se machucam... se machucam de verdade... quando tentam ficar seguras. É assim que as pessoas se machucam, quando eles dão para trás no último instante porque estão com medo. Elas se machucam e machucam outras pessoas."
Um Verão Para Recomeçar é aquele livro que você vai sofrer lendo sim, não vou mentir. Mas que também vai te fazer pensar nas amizades, na família, afinal é isso tudo que importa, não é mesmo? Uma linda história que vai fazer teu coração ficar pequenininho, mas que também vai te deixar feliz por ler essa história que pra sempre vai ficar no seu coração. Se pudesse te indicar um drama seria Um Verão Para Recomeçar, te garanto que você que é malucas por romances também vai se apaixonar por esse linda história.




9 comentários:

  1. Lendo a sinopse fiquei meio com um pé atrás, porque não gosto muito de mocinhas que não sejam fortes e que encaram as coisas sabe? Mas decidi seguir a resenha pra saber sua opinião sobre esse livro e como a personagem age.
    Apesar desse ponto negativo, percebemos que é uma linda história de recomeço e superação, assim vale a pena ser lida; que legal que o livro foi pra lista dos melhores, na sua opinião.
    Eu sei como é se conectar com um personagem nesse nível, lembro que há 4 anos eu li A Culpa é das Estrelas e só tinha 10 dias que o meu primo tinha falecido de câncer, então foi uma leitura que eu chorei todo o percorrer dela.
    Enfim, agora sei porque a leitura foi tão especial. Obrigada pela resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  2. Ana!
    Um livro adolescente que envolve ter de enfrentar tantos sentimentos pesados e diversos, deve ser enriquecedor, apesar da grande carga emocional que ele traz e também emoções e sentimentos de perda e amizade.
    Quer dizer que vai dar ressaca literária? Será?
    Deve ser um livro lindo!
    Desejo um mês repleto de realizações!
    “A música é uma revelação superior a toda sabedoria e filosofia.” (Ludwig van Beethoven)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana!
    Eu amo livros que emocionam o leitor, o enredo parece perfeito pra mim, que bom saber que os personagens tbm agradam.
    Já qro!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. A sinopse não me chamou muito a atenção e se eu fosse ler ela antes de comprar eu não levaria o livro. Mas sim, a capa é linda e eu também compro livros pela capa as vezes sem ler a sinopse. Com a tua resenha eu me senti mais interessada na história, adoro um drama e eu lembrei um pouco de A Última Música, deve ser mais por essa questão do pai doente e da filha ser um pouco distante. Ótima resenha, me deixou com vontade de ler o livro, apesar dele ser um pouco fora do tipo de drama que eu gosto de ler!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Que capa mais linda! Leria agora!
    Já faz tempo que não leio algo emocionante! Esse é o livro que preciso agora!
    Mesmo tendo o romance, o livro não é focado só nisso!
    Adorei sua resenha, esse livro me lembra algum outro que já li, mas não sei qual.

    ResponderExcluir
  6. A capa está maravilhosa!
    Se a resenha já mexeu comigo, imagina o livro.
    Acho muito emocionante história de pai e filha, algo que toca bem fundo e mesmo não sendo meu tipo favorito de leitura, gostei da premissa.
    Bem legal o fato do livro não focar em Henry, assim não perde o foco da história principal e continua sendo emocionante mesmo jeito.
    Parabéns pela resenha.
    Beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  7. Livros que envolvem família quase sempre são para acabar com a gente; adoro um bom drama e ter um pai que está com os dias contados deve ser muito difícil, mesmo já sabendo o final, esse parece ser um daqueles livros que não conseguimos parar de ler, com certeza ele já vai para minha wishlist.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá, parece-me o tipo de historia para ler e relaxar, que vai mexer com o meu emocional. É um tipo de gênero de livro que eu amo, que passo horas e horas lendo. Já estou me imaginando chorando lendo esse livro, ainda historia que envolve a família e sentimentos pesados.
    Adicionei na minha lista e espero ler em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana,
    Para alguém que evita confrontos ter que dar de cara com uma situação tão complicada, como a doença do pai, imagino que os desafios não serão nada fáceis. Taylor terá que enfrentar o passado e lidar com questões profundas, como problemas familiares, para poder ter um último momento de felicidade ao lado pai, mas se ela não superar todas as suas questões este pode ser um verão com más recordações e arrependimentos e, pode ser, que ela não tenha uma segunda chance. Acompanhar uma personagem que busca se reconectar com a família e amigos é na certa uma história cheia de aprendizado e emocionante. Como gosto de um bom drama, fico muito feliz em receber a indicação de Um verão para recomeçar.

    ResponderExcluir